Capítulo 40

21.1K 1.3K 72

Sr Willians

- Posso mandar os carros?
- Você não prestou atenção no que eu falei? - dou um tapa em sua cara, odeio que não me escutem.
-Sim, mas senhor.. eles foram encontrados, não acha melhor irmos atrás deles primeiros? - fuzilo com meu olhar, para que contratar homens que não podem, nem ao menos fazer o que mando!
- Eu já disse que iremos esperar, temos uma isca, vamos usa-lá para ser mais divertido!
- E o que fazemos com a velha?
- Deixem ela na caixa de aço.

Emma

A vista pela janela era de uma tarde nublada e com chuva, encostada no sofá, olhando para as árvores que paradas. O barulho que vinha da cozinha, era do tipo reclamação, haviam achado um baralho perdido na gaveta e não pararam de jogar canastra desde então. Apertei o edredom que cobria meu corpo, com mais força. Estava tão relaxante que tive breves sonecas.

Eu queria muito começar á faculdade, já que Matt havia dado de presente o tratamento de Savannah, pensei que havia uma grande possibilidade de meu sonho se tornar realidade! Era tão satisfatório apenas pensar em receber o diploma, mas nem sequer eu havia iniciado os estudos.

- Emma, vem jogar com a gente - mas uma vez Karen me chama e eu apenas sorriu e aceno que não.
- Aquela é uma árvore de laranja? - pergunto ao ver.

- Árvore de laranja? - Micael repete e pergunta, enquanto eles caiem na risada.

- Laranjeira? - Matt pergunta, sorrindo pacificamente. Anui. - Quer que eu vá colher uma para ti?

- Você faria? - pergunto feliz, ele apenas me entregá as cartas e sai de dentro da cabana para colher laranja na chuva. Acabo rindo da cena, que é a mais desastrosa possível, ele acaba pisando numa lama e derrapa caindo de bunda no chão. Todos garhalhamos e lágrimas caiem de tanto rir, Matt volta com uma laranja e um traseiro sujo de lama.

- Vocês são tão hospitaleiros que chegam á ser sutis - reclama.

Enquanto vai trocar de roupa, resolvo preparar um cachorro quente. Karen estava disposta á comer, enquanto Micael estava ancioso para ajudar. Expliquei tudo o que ele devia fazer, com os temperos, ele presta atenção ao máximo. Pico á salcinha e ele prepara o molho.

- Que cheiro delicioso! - Matt está de volta, logo juntar-se á Karen para esperar.

- Mica você tá tão lindo nesse fogão, ta pronto para casar - Karen ri, sinto uma indireta entre eles, mas permaneço quieta. - Emma também está pronta para casar.

Corto meu dedo enquanto lavo á faca, que droga. Casar? Eu? Não! Fico encomodada, mas não respondo apenas ignoro o fato de que isso poderia passar por suas cabeças.

- Estamos bem assim - Matt fala discretamente, aposto que ele percebeu como eu reagi. Depois de fazer um curativo, caminha para o fogão e aumento as chamas, enquanto como minha laranja.

- Savannah adora cachorro quente - digo sorrindo.

- Quem é Savannah? - Micael pergunta confuso.

-Minha..
- Minha cunhadinha - Matthew diz.
- Hmmm.

- Foi o melhor cachorro quente que eu ja fiz na minha vida - Mica fala.

- Esse é o primeiro - digo, Karen faz uma careta e acabamos rindo.

No dia seguinte fomos para um lago, cujo estava hiper mega gelado, hesitei em me jogar como eles haviam feito, mas acabei sendo agarrada por mica e empurrada por Matt.

- Isso é incrível, eu adoro água - Karen parecia uma criança de tão empolgada. - Pena que não trouxemos á bóia.

- Ainda bem que o clima cooperou hoje, duvidei que o sol iria aparecer - Matt diz.

Tento nadar desastradamente até Matt, que acaba vindo na minha direção. Sua habilidade era extrema, como ele era tão bom em tudo?

- Quando voltarmos irei te ensinar á surfar.
- Verdade? - pergunto atônita.
- Óbvio que sim.

Ele me abraça e acaba fazendo bolhinhas, eu o olho desconfiada e começo a rir.

- Matthew seu peidão! - tento nadar para longe, mas suas mãos acabam me puxando de volta.

- Quando tudo isso acabar, pretendo ir morar em Miami - Karen puxa assunto enquanto flutua na água.

- Miami? Não tem outro lugar não?

- Quero ser atriz - ela suspira. - Tem uma escola de teatros, renomenada em Miami.

- Vou fazer faculdade de Literatura.

Ao dizer logo me arrependi, será que Matt iria gostar da ideia, ou talvez iria reclamar pelo fato de não estar ao seu lado. Seu olhar era de orgulho, sem sinal de desapontamento.

- Quero voltar para a minha própria casa - ele diz.

- Eu vou tirar um cochilo - Micael sempre contrariando, sua linha de pensamento era desastrosa.

Sr Willians

Os carros preparados, estavam estacionados ao lado de fora do armazém. Os homens cujo não lembrava os nomes, iriam sem saber se voltariam, a devoção que tinham por mim me dava poder de ordem.

- Tragam-me os nove! - digo.

Não iria me arrepender, eu queria confronta-los, queria mostrar quem era o manda-chuva. Minha pequena Sofhia não conseguiu terminar sua jornada, por causa desses idiotas. Seria um fracasso total, se eu não tivesse minha segunda opção Viviam. Gêmea de Sofhia, morava com à mãe, por segurança, um segredo de família. Agora iria ajudar á mim: fazer os últimos dias de Matthew os mais dolorosos possíveis.

- Estou pronta papai - sua voz suave, trazia-me angústia para o coração, por que Sofhia?

- Entre logo no carro - digo ríspido.

- Por favor papai, eu preciso de atenção - ela clamava, mas então eu dei um tapa forte em seu rosto. Suas mãos vão até sua bochecha, parecendo surpresa, seus olhos lacrimejaram enquanto meu coração se aperta por Sofh.

- Eu mandei ir para o carro!

Era como se fosse minha pequena pérola, seus cabelos, sua pele, o tom dos olhos, eram idênticas. Mante-la escondida, nunca foi difícil para mim, embora sua mãe sempre contrariando minhas ordens. Não tive nenhuma dificuldade de prende-la e mentir para Viviam que ela havia permitido. Tudo estava como planejado, enquanto eu caminhava para minha doce vingança.

➖➖➖➖➖➖
Acabei fazendo um capítulo maior, por causa de ontem. 😙❤❤

Querida BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora