Capítulo 37

19.1K 1.5K 66




Emma

— Precisamos fazer isso com mais frequência..- Matt disse enquanto eu vestia meu jeans.

— Precisamos de privacidade- digo.

— Precisamos de privacidade- ele imita minha voz, enquanto vesti sua camisa. — Diz á mulher que me atacou, quando me viu na floresta.

— Olha nem vem se gabar de Tarzan para mim-começo á rir, ele revira os olhos e me abraça, deposita um beijo caloroso na minha bochecha.

Caminhamos em silencio para recuperar o folego, que havia sido perdido há alguns minutos atrás. Karen e Micael estavam se vestindo, quando chegamos, por sorte na hora. Logo depois que partimos para á cabana, senti-me feliz de poder dormir tranquila, era um lugar isolado e silencioso, então qualquer tipo de ruído seria facilmente ouvido.

— Vocês descarregam o carro, enquanto vou abrir - diz Matt saindo super rápido do carro, senti que ele escondia alguma coisa. Mas não fui atrás.



— Espero que aqui tenha chuveiro - Micael ri enquanto retira algumas sacolas.

A cabana era simples, de madeira um pouco mal cuidada, mas para mim estava ótimo, já que menos representa mais. Pelo menos para mim, sempre fui criada em uma casa pequena, sem privilégios de uma tipica garota, pelo contrario dei duro por muita coisa. Muita. Ajudava minha mãe em tempo integral, Savannah sempre foi o nosso tesouro. Uma saudade descontrolada, arrebateu meu coração intensamente.

— Emma, não vai ficar ai parada né? - ouvi a voz de Greg, ops Micael.

— Estou indo - caminhei até o carro e retirei á ultima sacola.


Levamos para dentro daquele pequeno lugar que seria nosso esconderijo até..bem até quando eu sinceramente não sei. Fiquei impressionada, pois estava limpa. Havia aparelhos eletrônicos, um pof gigante perto da lareira. Sorri ao imaginar Matt sentado, em seu momento rebeldia ou até quando precisava de alguma companhia.. mas ai eu vi. Havia portas retrato deles, Matthew e Sofhia. Era nítido o quanto ele á amava, o olhar que ele tinha sobre ela, de proteção e o olhar dela de feliz me deixaram totalmente nauseada. Karen me olhou, logo pegou o porta retrato e arremessou contra á parede. A cabana era deles e isso me deixou profundamente chocada.

— HUNTER! - seu grito ferio meus ouvidos, enquanto eu estava triste por ter visto o quanto se amavam. — Venha cá rápido, Greg leva á Emma para tomar um ar.

Inspira e expira.

Fala serio, eles vinham aqui? Será que Matthew tem merda na cabeça? Eu não queria estar aqui, não mesmo. Isso ferio meus sentimentos. Senti Micael me guiando até na rua. Enquanto ouvia Karen aos gritos com ele.

— Relaxa, faz algum tempo que ele não vem aqui.
— Algum tempo? O lugar está impecável, fotos e móveis tudo limpo. Tempo? Tem certeza, pois eu imaginei ele vindo aqui para poder sentir-se perto dela. Não minta, essa cabana era dela? - Cerro meus punhos ao perguntar, o lugar era tão meigo que duvidei ser dele.

— Não irei dizer, o que você não quer ouvir - ele fala enquanto me abraça. Eu negaria esse abraço se eu não estivesse de coração partido, eu precisava de alguém por perto para poder me acalmar.

— Nunca esperaria isso dele - digo a verdade enquanto vejo Karen, encostada no marco da porta, de braços cruzados e com uma cara horrível. Então tive certeza, eu estava certa.

Serio? Eu não podia acreditar, eu nunca levaria Matt para um lugar que fosse de mim e Luke. Tudo bem que eu não tinha condições financeiras para isso, mas não vem ao caso. Eu estava profundamente magoada, eu sei que não está fácil para ele esquecer ela. Ele se esforça.

— Emma vamos conversar - escuto á voz de Matt, enquanto afundo mais meus rosto no peito de Micael. — Emma, amor.

— Dá um tempo Matthew - essas foram minhas palavras antes de começar a chorar.

Querida BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora