05 - Destino - Parte 3

475 41 4

– Você tá grávida, menina? – Alice se aproxima preocupada com Micaela.
– Oh, meu Deus! – Olívia se aproxima toda animada e abraça a jovem mãe.
Ela, por sua vez, continua sem saber muito como reagir.
– Dá pra entender toda a choradeira agora, né? – Anne graceja na tentativa de fazer tudo voltar ao normal, à situação, em que ela já mantinha o papel de piadista; de alguém que alivia o peso do ambiente com rápidas ironias. Esse seu gesto é recebido com olhares hostis.
– Alguém morre e você tenta fazer piadas... – Martha, frustrada, meneia.
Sonia se aproxima lentamente e toca a barriga da jovem médica da Bolívia. A qual acha o gesto da russa inusitado e quase recua, mas responde dando uma risadinha que fica entre a simpática e a nervosa.
– Quanto tempo? – Sonia questiona discreta.
– Ah-ah... Dois meses... Eu-eu descobri há duas semanas... – Então, Micaela deixa o choro engolido escapar.
– Óóóó... – Alice a abraça compadecida, deitando a cabeça da jovem em seu ombro.
– Eu não vou ter abracinhos ou compaixão... Eu sei. Mas tem uma coisa pela qual vocês vão me agradecer depois todas emocionadinhas – Anne diz de braços cruzados, de volta ao canto, encostada.
– É o meu aviso de amiga: não podemos nos render ao pessoal da Dulan. Eles fingem ser do bem até no nome: Vivificadores – Anne rola os olhos. Ela continua ao ver a descrença geral:
– Ok. Vou explicar para vocês. Chamar a si mesmo de Vivificador parece uma coisa boa, mas na verdade, eles querem nos escravizar e nos usar! É com o pessoal chamado Destruidores, o pessoal do time vermelho, que usam essas naves vermelhas, que teremos liberdade até mesmo de voltar à Terra – Anne defende se colocando à frente e cruzando os braços. Meu Deus! Quanta informação num download que fizeram na minha mente!
– Nossa! Quanta informação que baixaram na sua cabeça! – Alice manifesta surpresa e dá um riso tão rápido e fraco que mais parece uma bufada. Ela rumina mentalmente mais uma vez o que acaba de ouvir. – Pera. Destruidores? Depende do que eles estão tentando destruir para eles serem uma galerinha do bem – Alice questiona amigavelmente.
– Eu te explico, meu bem: eles estão lutando para DESTRUIR a grande muralha com que os Vivificadores aprisionam as pessoas... Político e socialmente – a finlandesa, que recebeu um raio de informações através do computador, que tocou há alguns minutos, termina de explicar demonstrando uma pontada de orgulho.
– Eu não acredito em você – Martha, que vem sendo a sua rival constante nesse debate, pontua firme e se levanta cruzando os braços também. Anne arregala os olhos. Não esperava aquilo da garota de Joanesburgo.

***

FACEBOOK: Sete - A Série
INSTAGRAM: ikkaiam
SPOTIFY: Sete - Volume.I

SETE - Volume I [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!