Capítulo 4 - Christopher

8.6K 1.2K 185
                                                  


Olá, amores!

E então, preparados para o segundo encontro desse casal explosivo? Hahaha. 

Espero que gostem. Eu, particularmente, adoro a Olivia! Que mulher decidida! Hahahaha

Um beijo, amores! <3 

--------------------------------------------------


"Você também não é nenhum anjo

Mas pelo menos estou tentando

Eu sei que eu te deixo louca"

No Angel (Beyoncé)

Uma semana depois


— Christopher... Olhe para mim...

Me virei e a vi. Docinho estava linda. Estava de costas para mim, mas com o rosto virado em minha direção. Os cabelos estavam presos em um coque e suas costas estavam nuas por conta do extenso decote em seu longo vestido preto. Tinha os lábios pintados de vermelhos.

Senti meu pau pulsar como nunca dentro da calça.

— Por que está tão longe? Não gosta mais de mim?

Ela fez beicinho e eu me xinguei, porque não conseguia me mover. Estava preso naquele maldito escritório e Docinho estava andando, cada vez mais distante de mim.

— Venha, Christopher...

Quis dizer que estava indo, mas gemidos tomaram conta dos meus ouvidos. Quando olhei para o lado, Kristen estava nua, transando com seu melhor amigo em cima da mesa do meu escritório.

Não estava acreditando naquilo! Como ela tinha entrado ali? Por quê? Será que gostava tanto de atrapalhar a minha vida daquela forma?

— Christopher... Por favor...

Quando olhei para Docinho novamente, ela tinha lágrimas nos olhos. Quis entender o motivo do choro, mas então, mãos brancas e com unhas pintadas de preto se fechavam em meu peito. Era Kristen. Kristen me impedindo de chegar perto de Docinho.

Vi o seu choro. O modo como balançou a cabeça em descrença. E então, ela tinha ido embora. Tinha me deixado sozinho com aquela vadia, que ria como uma louca em meu ouvido.

— Docinho... Não!

— Christopher, acorde.

— Não... Docinho, volte!

— Christopher, seu idiota, sou eu, Charlotte! Acorde!

Foi como receber um balde d'água gelado. Despertei tão rápido que, quando consegui me orientar, eu estava em pé no meu quarto, olhando ao redor. As imagens do meu sonho se desintegrando na minha mente.

— Olha, você já me chamou de muita coisa, mas, Docinho? Francamente, pode parar. Olha a minha cara de quem gosta de apelido carinhoso, Christopher!

Olhei para minha irmã mais nova. Ela estava parada na beirada da minha cama e viu a confusão no meu rosto. O que ela estava fazendo no meu apartamento? No me quarto?

— Nem me olhe assim. Fui obrigada por meu pai a vim aqui para te arrastar para a comemoração de São Felício. Você sabe que ele está puto com você, por isso que ele não veio.

Conquiste-me (DEGUSTAÇÃO)Where stories live. Discover now