First

191 18 2
                                                  

Me pergunto como as pessoas conseguem namorar e se casarem. Quando eu era pequeno sempre imaginei que quando fosse adolescente, eu teria uma linda namorada, que me amasse da mesma forma que eu amasse ela. Mas olhe só pra mim agora; fico babando por um garoto que nem sabe da minha existência; Do Kyungsoo. Quem é ele? Esse é o cara que tira minhas noites de sono; é o cara que me faz perder a sanidade só de olhá-lo correndo pela quadra; é o cara que eu amo, porém, é o cara que nunca olharia pra mim da mesma forma.
Sigo para a sala de aula, mais um dia de faculdade. Cumprimento Chanyeol, meu melhor amigo. Apenas ele sabe da minha paixão (nem tão) secreta por Kyungsoo. Me sentei na última carteira e passei a observar o campo de futebol da universidade. Essa é a hora que o time daqui vai treinar, então logo verei Do Kyungsoo.
Dito e feito! Lá está ele, com aquele uniforme que o deixa muito sexy, aquele short curto que deixa metade das suas coxas à mostra, ah, aquilo me deixa louco. Me apoio na janela de um jeito confortável para ficar observando KyungSoo. Depois de uma longa corrida ao redor do campo, Do KyungSoo se senta em um banco e toma água. A imagem de KyungSoo suado me tira do sério. Quando vejo isso, penso em coisas nada decentes. Olhem só o que aquele garoto fez comigo.
-Observando KyungSoo de novo, Baek? -ouço a voz de Chanyeol e me assusto.
-Sim... Ele é tão lindo. -deixei um suspiro escapar ao lembrar que o garoto nem me conhecia.
-Você devia falar com ele. -Chanyeol sugeriu como se fosse a coisa mais normal do mundo.
-O quê?! Está louco?! Eu não tenho coragem pra isso!
-Pois deveria ter. Já reparou nas garotas daqui? Elas praticamente comem o KyungSoo com os olhos. Até outros garotos também já estão de olho nele.
-Esse é o meu medo. E se ele me achar estranho por gostar dele? E se ele gostar de garotas?
-Você nunca vai saber se não tentar.
-Eu tenho muito medo, Channy. Alguns do membros do time são bem arrogantes, e se KyungSoo for também? Ah, o que eu estou dizendo! Eu não-
-Senhor Byun e senhor Park. Se querem conversar, é melhor saírem da sala, certo? -o professor disse nos mandando um olhar sugestivo.
-Desculpe, professor. -Chanyeol disse e antes de voltar sua atenção para a aula, sussurrou perto de mim. -Eu irei te ajudar, Baekkie. -sorri. Chanyeol era considerado um louco fora da lei pela universidade inteira. Posso dizer que tenho sorte de tê-lo como amigo.
O sinal do primeiro intervalo toca, e todos saem desesperadamente para o jardim ou para a lanchonete. Como eu estava com fome, optei pela lanchonete. Fui até o balcão e pedi um sanduíche e um suco; a moça me entregou meu pedido e eu paguei. Eu estava pronto para ir até a mesa de Chanyeol, onde o mesmo estava me esperando; mas como a pessoa sortuda que eu sou, acabei esbarrando em alguém, resultando no meu sanduíche no chão e o meu suco na camisa do outro.
-Meu Deus! Me desculpe, sério! -olhei em direção à pessoa para pedir desculpas corretamente, mas quando eu vi quem era, meu corpo inteiro congelou. Eu havia derrubado suco de abacaxi em ninguém mais que Do KyungSoo. Arregalei os olhos enquanto ele estava tentando limpar sua camisa.
-Tudo bem. -e então no desespero que eu estava, comecei a esfregar sua camisa, tentando inutilmente, limpar aquela mancha.
-Me desculpe, mesmo. Ai como sou desastrado! -ele afastou minhas mãos de si delicadamente.
-Está tudo bem mesmo, han... Qual é o seu nome?
-Byun Baekhyun. -falei mais alto do que deveria. Ele riu; e que risada gostosa.
-Do KyungSoo. -ah, fala sério. Eu sei quem você é. Sei muito bem. -E não sei preocupe com isso, eu tenho outra camisa no vestiário. -ele apontou para a marca do suco.
-Ok.
-Bom, a gente se vê por aí. Até mais. -e então ele saiu. E eu fiquei sorrindo feito um bobo no meio da lanchonete. Aquela voz... Poderia ficar um dia inteiro ouvindo-a que não me cansaria.
Sai de meus devaneios quando Chanyeol apareceu na minha frente todo alegrinho e começou a me chacoalhar.
-Baekkie! Baekkie! O que foi isso? Você falou com o KyungSoo?
-É. Acho que sim... -eu ainda estava processando tudo.
-Mas por que você está assim? Não está feliz? -ele perguntou me cutucando.
-Sim, eu acho. É que... -pensei em tudo. -EU DERRUBEI SUCO NELE, CHANNY! Que vergonha, meu Deus! O que ele vai pensar de mim? Que eu sou um estabanado total!
-Mas você é... -ele falou calmamente. -E isso é até um charme.
-É, é até um charme sim. Mas não para a pessoa que eu gosto!
-Relaxa, ok? Ele brigou com você?
-Não.
-Te dirigiu alguma palavra grosseira? -ele perguntou ironicamente.
-Não.
-Então é você que está ficando paranóico. Agora vamos comer. Pelo visto você perdeu tudo aqui. -apontou para o meu sanduíche, que estava todo espatifado no chão. Concordei e então comprei outro sanduíche e outro suco. E dessa vez prestei muita, mas muita atenção mesmo no caminho até a mesa.
(...)
Quando a aula acabou, o diretor chamou todos os alunos para o ginásio.
-Eu queria dar um aviso. -ele começou. -Iremos fazer algumas mudanças nos quartos. Ou seja, iremos mudar alguns colegas de quarto. -fiquei meio apreensivo sobre isso. Meu colega de quarto era Yesung, um cara bem legal, e eu tinha medo de eu ser o sortudo que faria parte da mudança. -Iremos mudar apenas alguns. -o diretor Yang falou todos que iriam mudar; Yesung foi para outro quarto, e quando chegou a minha vez, quase caí duro no chão. -Quarto número 211... Byun Baekhyun e Do KyungSoo. -do nada Chanyeol pulou em cima de mim que nem um louco.
-São tantas surpresas em um só dia! -ele disse. Eu ainda estava imóvel. Do KyungSoo no mesmo quarto que eu? Eu não sei se acho isso bom, ou extremamente ruim.
-Baekhyun. Não é? -para a minha surpresa, KyungSoo se aproximou de mim, me tirando dos meus pensamentos. -Parece que seremos colegas de quarto agora.
-É, p-parece que sim. -ele sorriu; o sorriso mais lindo que já vi. O diretor continuou.
-Os alunos que mudaram de quarto poderão se mudar amanhã. Por hoje é só. Boa noite! -e então ele saiu, dispensando os alunos também.
Fui para o meu quarto; o quarto que a partir de amanhã também será habitado pelo garoto dos meus sonhos. Ah, eu estou perdido.
-É Baek, vai ser difícil nos acostumar com novos colegas. -Yesung disse se jogando em sua cama.
-Pois é. Com quem você vai ficar agora, mesmo?
-LeeTeuk. Aquele cara que faz parte do grupo de teatro.
-Ah sim. Ele parece legal. -me deitei em minha cama. -Boa noite, YeYe. -ele riu, fazia tempo que não o chamava assim.
-Boa noite, Baekkie. -e então dormimos.
Apesar de estar um pouco nervoso, no fundo eu estava quase explodindo de alegria. Eu e KyungSoo no mesmo quarto... Mas acho que, mesmo assim, eu não teria coragem de me declarar.

My Roommate Onde as histórias ganham vida. Descobre agora