LEIAM AS NOTAS FINAIS, POR FAVOR! ❤️ Recado importante por lá...

LUNA

Cadê? Onde está aquela porcaria? Eu sei que tenho mais uma caixa guardada! Reviro mais uma vez a gaveta do banheiro. Não contente, procuro nas do closet.

-Maldição! Onde pode estar isso? -é quando me lembro que a caixa que acabou ontem, na verdade, era a última em meu "estoque".

-Parabéns, Luna! -reviro os olhos, me sentando no chão e me sentindo uma verdadeira idiota.

O remédio que acabou é o que eu tenho que tomar obrigatoriamente todos os dias, há mais de quinze anos. Ele faz parte do tratamento contra minha doença respiratória, que graças a Deus não dá as caras há alguns belos meses. Mas para isso, preciso tomar o  medicamento corretamente, sem pular um dia sequer.

Como fui me esquecer dessa porcaria? Bom, com tudo que vem acontecendo, acho que não deveria me culpar tanto...

Eu deveria ter pedido à minha mãe para comprar semana passada. Ou até mesmo ao doido do Heitor... Não, ele não. O coitado dá um duro danado na delegacia todos os dias. Não é justo ele cuidar de mim quando deixa o serviço também.

Merda, é um saco não poder sair de casa! Odeio ter que depender dos outros.

-Você é um gênio, Luna Schneider!- comemoro quando tenho a brilhante ideia de comprar pela internet e mandar entregarem aqui.

Abro meu notebook e entro no site da farmácia que costumo comprar.
Tenho vontade de me matar quando vejo que o prazo de entrega é de cinco dias úteis.

O problema é que preciso do maldito remédio para agora. Olho o relógio e vejo que falta apenas uma hora para tomar minha dosagem diária.

Pego meu celular e ligo para minha mãe. Chama três vezes e ela não atende. Em seguida, tento ligar para Lorenzo.

-Olá, aqui é Lorenzo Schneider. Lamento não poder atender no momento, mas deixe seu recado -sua voz grave surge.

Logo o nome de Noah aparece em minha mente. Tenho certeza que ficará furioso com minha irresponsabilidade. Algo parecido já aconteceu uma vez e não foi nada agradável. Não fico brava com ele, pois sei que Noah só se preocupa com o que pode acontecer comigo.

Depois de fazer uma lista mentalmente com os prós e contras, resolvo ligar. Ele atende rápido:

-Aqui é Rosário, secretária do Sr. Drummond. Posso ajudar? -franzo o cenho. Por que ela está com o celular dele?

-Oi, Rosário. Aqui é Luna.

-Luna, quanto tempo! -responde com sua doce voz. A conheci numa festa da empresa, meses atrás. É uma mulher casada, que beira os cinquenta anos de idade. Ela trabalhava para meu sogro, e Noah não teve coragem de demiti-la quando assumiu a empresa.

-Realmente faz muito tempo -concordo, querendo chegar aonde quero. -Desculpe perguntar, Rosário, mas por que está com o celular do Noah?

-Oh, eu não estou, minha querida. A bateria acabou e ele deixou carregando em sua sala, antes de entrar em reunião.

-Você acha que essa reunião irá acabar logo? -minha ansiedade faz com que eu roa a unha do dedão direito.

-Infelizmente, não sei te informar. Sinto muito. Você sabe como são essas reuniões, não sabe? Mas há algo que eu possa fazer?

-Não, Rosário, tudo bem -meus ombros caem em desânimo. -Apenas diga a ele que liguei para dizer que estou com saudades -resolvo esconder o verdadeiro motivo.

A Paixão Acontece - Trilogia SchneiderLeia esta história GRATUITAMENTE!