Batismo de Fogo

186 11 0

Capítulo 3

Batismo de Fogo

          Sentir fome e ficar o dia inteiro sem comer é melhor do que sentir sono e não poder dormir de jeito nenhum. Pelo menos eu conseguia me distrair e esquecia que sentia fome. Agora tente se esquecer que você está acordado há mais de vinte e quatro horas, cansado e acabou de passar pelo menos metade desse tempo caminhando por terrenos sem estradas para atravessar ilegalmente a borda de um reino. Isso enquanto você é, supostamente, perseguido por pessoas que acreditam que você tenha sido raptado por um dos criminosos mais perigosos das épocas atuais. Adrenalina só pode te levar tão longe.

          — Dragão, pelos Anciões, me diz que nós já estamos em Céltica.

          — Nós atravessamos a borda cerca de uma hora atrás.

          Uma hora atrás, ah é, já estava amanhecendo. Fazia tempo que não via o sol nascer. Gostaria de ter perdido essa cena de novo hoje e ter conseguido dormir pelo menos um pouco.

          — Seu passo está diminuindo, vamos.

          Fácil falar quando se é um dos... Aaaah, deixa pra lá.

*

          — Nós estamos quase chegando em uma área de Terra Morta. Apenas mais uma hora para oeste. Assim que chegarmos lá, poderemos começar com o básico.

          — Ótimo, perfeito! Agora me diz, podemos dormir um pouco? — perguntei enquanto me apoiava em meus joelhos para tentar evitar cair de cara no chão pelo cansaço.

          — Acho que cobrimos uma boa distância. Foi um bom exercício matinal.

          — Se você considera fugir das forças da Escola do Divino a pé um exercício matinal.

          — Eles pararam de nos seguir quando atravessamos a borda.

          Eu precisei de cinco segundos para processar essa última fala.

          — O quê?

          — Nós somos criminosos, mas você não acha que as forças da igreja quebrariam a lei atravessando uma borda ilegalmente desse jeito, acha?

          Esse cara está de brincadeira comigo.

          — Então por que nós tivemos que continuar andando tanto antes de parar para descansar?! Você pode ser uma espécie de super-humano, mas eu não!

          — Foi você quem estudou dez anos naquela escola. Achei que entendesse das políticas deles.

          Dói saber que ele estava certo.

          — Quer saber, tanto faz. Eu só... Preciso... Deitar um pouco...

          Quando se faz uma maratona após ter acabado de sair de um jejum e sob privação de sono, até terra é o melhor dos colchões. Eu aprendi isso por experiência quando simplesmente cai sobre a grama e adormeci, antes mesmo que pudesse perceber.

*

          Quando eu abri meus olhos, percebi que estava em meu quarto na Escola do Divino. Já estava escuro do lado de fora e eu tinha dormido de cara no manual que estava lendo antes de sair e me encontrar com o Dragão. Mas espera, eu me encontrei com o Dragão mesmo?

          Olhando em volta, tudo parecia estar no lugar. Talvez eu tivesse desmaiado de fome enquanto lia e alucinei toda a situação. Até que fazia sentido. Quais são as chances de um criminoso invadir a escola, me pegar como discípulo e me levar em uma maratona para cruzar a borda de um dos reinos ilegalmente. Mas não tive muito tempo para pensar no assunto, uma vez que alguém começou a bater na minha porta.

Estrela MortaLeia esta história GRATUITAMENTE!