Nota da autora

15 2 0

A cada 40 segundos, alguém comete suicídio. A cada 40 segundos, uma vida é tirada principalmente pelo ser não se sentir bem consigo mesmo. São mais de 3 mil mortes por dia. São mais de 800 mil óbitos por ano. Em 2012, só no Brasil, foram registrados 11.821 casos.
E isso não está ok. São dados que assustam. São dados que não deveriam existir.

Na sociedade onde vivemos, competitiva e excludente, tudo se resume à rótulos.

Puta. Feio. Burro. Esquisita. Louco. Rebelde. Suicida.

As pessoas matam. Desesperança mata. Ignorância mata. Rótulos matam. As pessoas usam os outros para se sentir melhor. Julgam todos, rotulam e fazem um roteiro de como a pessoa deve ser, agir e se portar. E isso também mata.

A OMS emitiu um alerta: o suicídio é a quarta maior causa de mortes no mundo. E é a mais incompreendida. Ninguém manda flores para um suicida, porque, afinal, um desses não faz falta no mundo. A sobrevivência é para os mais fortes. Só que não.

Idiota. Depressiva. Emo. Ladrão. Doente. Aberração. Triste.

A vida é para todos. Ou melhor, deveria ser. Ninguém tem o direito de te colocar para baixo. Ninguém tem o direito de tirar sua vida, mesmo que indiretamente. Muita gente não vê bondade, esperança, algo pelo qual viver. Eu não vejo. E isso faz com que elas se matem. Mesmo que não seja efetivamente - as pessoas se matam por dentro. Acabam com tudo aquilo que as tornava especiais e únicas e substituem com o que as outras pessoas querem que elas sejam.

E depois, as pessoas dizem que era brincadeira. "Não acredito que você está triste por isso." "Você não leva à sério, né?" "Esse drama todo é exagero." E as pessoas erram. E todos erramos, afinal, somos todos feitos da mesma coisa: carne. Somos imperfeitos. Somos humanos.

Viado. Sapatão. Traveco. Inútil. Besta. Maluco. Diferente.

Mas você não está sozinho. Nunca está. Você é diferente sim. Afinal, quem definiu o normal? Você é lindo sim. Independente da cor, do peso, da altura, do tamanho dos seios, do tamanho do abismo dentro de você. Afinal, quem definiu o que é bonito? E você nunca está sozinho. Você tem à mim. Você tem à sua família (lembrando que família é quem você ama, e não uma instituição definida pela lei). Você tem a si próprio. E você tem ao mundo.

Lembrete: o número 141 é a central de valorização da vida. Não hesite em ligar. E meu chat está sempre disponível.

Porque você é você. E você está vivo.

Linda. Belo. Especial. Bem sucedido. Importante. Essencial. Intrínseco. Legal. Inteligente. Dono de si próprio. Livre. Útil. Incrível. Maravilhoso. Triste, suicida e diferente.

O honorável manual do fracasso #Wattys2016Leia esta história GRATUITAMENTE!