0.7

1.7K 115 73

                              Mia
   
"James,essa é minha amiga Camila, Camila esse é o..." começo a dizer mas sou interrompida pela vagaba.

"Esse é o James Ford. " diz ela com cara de desejo.

Bom,esse era pra ser o almoço, mas James teve uma reunião de ultima hora e me convidou para um jantar, e eu eu achei uma ótima ideia pra tirar a chantagista de cima de mim e a trouxe.
Pois bem,ela não está ajudando muito no plano,só está parecendo uma cadela louca no cio.

"Prazer,Camila." diz James e sorri levemente pra ela.

Você não pode sorrir pra ela,James.

"Prazer é na minha cama." diz ela.

Oh Zeus. Ela só pode estar zoando com a minha cara.

Eu Bato com a mão em minha testa num sinal de fracasso total e os dois me olham.

"Desculpe.." digo. " estou com um pouco de dor de cabeça. " termino massageando as têmporas pra disfarçar.

Vejo que James corou com o comentário ridículo da mulher ao meu lado.

Será que ele.... Gostou?

Só o pensamento já me faz sair do sério.

"Bom,eu acho que vou indo." digo,mas sou interrompida pela mão de James na minha.

"Fique." diz ele. "Eu e Camila adoraríamos sua companhia. " diz ele e ela acena com a cabeça sorrindo.

Falsiane.

"Tudo bem." suspiro.

Nos sentamos em uma mesa do restaurante,que por sinal deve cobrar mais caro por um prato que eu cobraria pela minha casa,e James pede ao garçom o menu.

Ele nos traz e eu fico mais perdida que cego em tiroteio,já que os nomes são em francês acho.

"Já sabem o que vão querer, moças?" pergunta James sorrindo.

Camila afirma e diz um nome chique com uma pronúncia impecável. Eu devia ter feito uma maldita aula de francês!

"E você Mia?" pergunta ela.

Aposto que ela sabe que não sei o que dizer, até porque minha cara já deve dizer isso.

"Eu sinceramente não sei o que pedir. Nem entendo o que está escrito aqui." digo embaraçada. Aposto que devo estar corando.

Odeio corar.

James sorri.

"Sei de algo que vai gostar." diz ele e então chama o garçom.

Ele diz algo que não faço a mínima ideia do que seja e então Camila me chama para ir ao banheiro com ela.

"O que pensa que está fazendo?" pergunta ela quando chegamos lá.

"Eu não fiz nada. Estou de ajudando." digo áspera.

"Hahahaha. Tirando as atenções de mim? Fingindo estar doente? Dizendo que não sabe sobre nenhum prato? Fazendo ele olhar pra você de dois em dois segundos?." pergunta e ri ironicamente.

"Eu realmente não sabia." suspiro.

"Se for pra ajudar assim,acho melhor o chefinho saber. Você não acha?" pergunta e eu gelo na hora.

"Não,por favor." suplico.

Droga de vida!

"Se você ficar calada posso pensar em não contar." diz. " Ah e mais uma coisa... Vai ter de fazer o que eu pedir." diz ela sorrindo em vitoria.

Meu Chefe É ( LIVRO PAUSADO)Leia esta história GRATUITAMENTE!