Mandei duas mensagens pra ele. Mas ele não respondeu. Será que ainda viria?

Sim, porque depois da mensagem anônima que recebi, deduzi logo que alguma coisa ali envolvia o meu namorado. Então mandei mensagem, como quem não quer nada, e supus que ele simplesmente viria, até porque ele deu a entender isso.

Então resolvi deixar pra lá, tentei assistir Grey's Anatomy, mas não consegui me concentrar, coloquei Bruno Mars para tocar, mas mal consegui prestar atenção na letra.

Então sentei angustiada, tentando entender a mensagem, e porque alguem me mandaria aquilo, quando a campainha tocou. Eu imaginava que seria ele. Tinha que ser ele, só podia ser ele.

Então reuni minhas forças e fui abrir a porta:

- Puxa, achei que não viesse mais! - Foi o que eu disse ao vê-lo parado na minha porta.

- Desculpa, tive alguns contratempos. Mas aqui estou - ele falou, sorrindo e com uma mochila nas costas

- Virou escoteiro, agora?

- Sim, e estou a procura de uma caça muito gata e atraente...ela mora aqui não é?

- Não sei dizer, afinal aqui não é floresta.. - continuei no ritmo DS brincadeira

Ele sorriu e me deu um beijo leve, mas cheio de promessas.

- E aí, o que tem nessa mochila?

- Coisas

- Que tipo de coisas?

- Armas para proteger a princesa contra o inimigo desconhecido.

- Anda jogando muito vídeo game hein querido? - Eu ri, um pouco menos tensa. Só depois que houve um silêncio entre a gente, é que eu lembrei de mostrar a mensagem.pra ele.

Peguei o celular, e coloquei na mensagem, apontando pra ele.

Sua fisionomia de alegre, passou à preocupado.

- Você tem alguma ideia de quem possa ter mandado essa mensagem? Porque eu tenho quase 100% de certeza de que é o fato de estarmos juntos que está atrapalhando essa pessoa.

Harry respirou fundo, e depois falou:

- Tenho uma ideia de quem seja, mas antes que me pergunte, eu ainda não quero falar isso, não agora.

Pensei até em.perguntar o motivo, mas supunha que o suposto término tivesse sido doloroso. Suposto não, há uma ex aí no meio, e tive a certeza ao ver a fisionomia dele quando lhe fiz a pergunta.

Ponto pra mim!

- Bem, OK, vou deixar passar - Falei, levantando de onde eu estava, e indo pro.. Seu colo. A que nivel de intimidade chegamos, meu Deus! Ou pelo menos, a que eu cheguei.

- Hum... - ele falou

- Desculpa.. - falei, tentando me levantar, mas ele me segurou no lugar - eu..

- Não precisa pedir desculpas, você é minha namorada esqueceu, bobinha?

- Sei lá..

- Não precisa ficar com vergonha

Então sorri, voltando a ficar no colo dele. Comecei a mexer no seu cabelo ondulado, que aliás era ótimo para massagear, e um.cafunézinho até ia bem..

- Posso te pedir uma coisa? - Falei, toda boba, mexendo na camisa dele.

- Qualquer coisa. Só pedir. - ele.deu umapiscadinha, que me fez sorrir.

50 Tons de Harry Styles Leia esta história GRATUITAMENTE!