22 - A Usurpadora

67 4 0


Genteeeeee, sei que estou sumida, porém, eu estou escrevendo o meu TCC, ou seja, o meu trabalho de conclusão de curso da faculdade! Não esqueci vocês e muito menos Lorena! Espero que compreendam <3 Irei apresentar mês que vem, então, eu voltarei a postar regularmente :D



Sabe quando você vê aqueles filmes adolescentes, ou até mesmo novelas adolescentes, e fica aquele clubinho bolando como vai fazer para separar um casal? Essa é a turma do mal. Você sabe que eles são os vilões e que o casal principal tem que ficar junto, pois o amor verdadeiro e puro sempre vence. Eu estava me sentindo como sendo a vilã de toda essa história, mas eu acredito que algumas pessoas já torceram pelo vilão. Pensa bem...

Uma menina que está apaixonada, mas o amor de sua vida já está com outra pessoa.

O que ela deve fazer?

a) Chorar

b) Ir embora

c) Suportar o amor dos dois

d) Ir plantar bananeira

e) Ligar o f%#@-se

f) Encarnar a Usurpadora

Eu nunca fui de passar por uma situação dessas, então eu não sabia como é que iria ser. Estava fazendo um complô contra o meu melhor amigo. Assim, eu deveria estar feliz por ele, mas eu já chorei, não vou embora, não consigo suportar os dois juntos, tentei plantar bananeira e foi terrível, o botão f%#@-se não pode ser ligado à toa, sobrou a Usurpadora.

Eu comecei a me encontrar com Pedro depois de minhas aulas para bolarmos o plano incrível que irá fazer com que a Barbie perfeita caia de amores por ele. É estranho ter que encontrar qualidades em um menino que conheci a pouco tempo. Seria algo do tipo:

"Clarissa, olha só! Esse menino aqui faz cara de cachorro pidão! Que legal, né? Agora larga Henrique! ".

- Você realmente acha que ela não gosta de Henrique a ponto de largá-lo do nada? – Pedro me pergunta um dia. Estávamos em uma sorveteria entupindo nossos corpos de açúcar para ver se nosso cérebro pensava em alguma coisa que prestasse.

- Ela não irá largá-lo do nada... Ela vai ter você! – Dou um sorriso pouco convincente. Eu não trocaria Henrique por Pedro.

- Nossa, por algum motivo eu sei que isso é uma mentira deslavada, mas vou acreditar que você pensa que eu sou um ótimo prêmio.

- Ahh – Enfio uma colher com um pouco de sorvete de menta em minha boca. De vez em quando devemos ficar ocupados para não falarmos merda.

- Ainda não temos nada concreto...

- Não, ainda não temos, mas eu sei que nós devemos nos ver mais. Eu irei apresentar todos vocês do jeito certo. Você, caro Pedro, irá sair muito conosco. Ela tem que ver as suas qualidades! E por favor, só mostre as qualidades.

Eu havia visto em uma revista que as pessoas se apaixonam pelas outras, por conta que no início elas conseguem enxergar somente a qualidade da pessoa. Acho que isso era completamente verdade, mas no meu caso era diferente, eu sabia de todas as meninas de Henrique, tanto as boas quanto as más. Era o meu direito ficar com ele.

No meu interior, eu visualizei a Usurpadora enquanto ela assentia para mim.

Já tinha a sua aprovação, agora era colocar o plano em ação.

Já tinha a sua aprovação, agora era colocar o plano em ação

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.
Como Deixar de Amar o Seu Melhor AmigoLeia esta história GRATUITAMENTE!