Capítulo 18.1

1.3K 145 52

Sexta-feira chegou para a alegria de Adelle e Donna, que retornaram para a clínica, onde encontraram Olivia, que assim como elas, foi para saber o resultado de seus exames, embora no caso dela, fosse um tratamento iniciado há muitos anos.

Não demorou para que as três começassem a conversar animadamente, Adelle comentou que estava muito próxima de chegar a promotoria, pois teve uma importante indicação para o cargo, era um sonho para ela se tornar uma promotora. Estava muito feliz, esperava que pudesse engravidar rápido, para completar sua felicidade.

Foi em meio a sua euforia ao dividir com Donna e Olivia suas expectativas futuras que seu celular tocou, um colega havia informado que a presença dela era solicitada com urgência no fórum, aparentemente, houve problemas com um de seus casos. Ao mesmo tempo em que ela informou isso para as amigas, Olivia foi orientada pela recepcionista a entrar no consultório, ela, no entanto, por não possuir nenhum compromisso importante, passou a vez para a advogada, que a agradeceu muito por sua generosidade.

A consulta foi rápida. Adelle saiu alegre do consultório, mas não tinha tempo para contar as novidades paras as amigas. Apenas se desculpou com Donna por ter que deixá-la e não poder retornar para buscá-la, ao que Olivia interferiu tranquilizando-a, dizendo que deixaria a professora em casa.

Vincent foi chamado para uma reunião de portas fechadas com o diretor do hospital, logo que chegou ao trabalho. Randall tinha novidades para ele.

— Vince, precisamos conversar. Entre, por favor — disse o diretor, assim que Vincent entreabriu a porta.

— Bom dia, Randall! Alguma informação sobre a viagem? — cumprimentou Vincent, sentando em frente ao seu chefe.

— Bom dia, Vince! Tenho sim, hoje resolveremos muitas coisas — disse ele sorrindo.

— Fico feliz, a equipe já está agoniada — comentou o biomédico.

— Imagino que você também. — Riu ele, pondo alguns papéis sobre sua mesa.

— Não posso negar, Randall — concordou Vincent, recolhendo os papéis para ver do que se tratava.

— Daqui dez meses você e sua equipe embarcam. Vão para Chade, meu amigo, já ouviu falar?

— Já ouvi sim, fica no continente africano.

— Exato. Vocês irão realizar toda a pesquisa no hospital da capital desse país, a gerência já começou a captar voluntários para os testes, como você pode imaginar, haverá centenas deles.

— Claro, país pobre, população carente, se há como se tratarem de graça, mesmo que sem saberem os resultados futuros, eles farão!

— Exatamente. Essas são todas as orientações que você precisa passar para a equipe, também estão listadas as fórmulas com as quais vão trabalhar e as doenças que irão tratar. Se estiver faltando algo, me comunique imediatamente — disse apontando para os papéis nas mãos do biomédico. — Espero que já tenha decidido quem vai contigo, pois preciso dos nomes agora para darmos entrada na documentação.

— Claro, já escolhi sim. Jhoe Barlow, Dominique Hunter, Bernard Foster, Nathan Huber e Katherine Palmer, eles irão comigo — respondeu Vincent, decidido.

Randall olhou-o incrédulo.

— Tem certeza? Irá levar sua equipe antiga, quando há outros biomédicos que se destacaram mais desde que foram contratados? — perguntou.

— Sim Randall, apesar de realmente termos novos destaques, minha equipe antiga é excelente, sabe disso! Não quero ser injusto com eles, pois pode ser que não tenham uma oportunidade como essa no futuro, quando já se dedicaram muito aqui no hospital, a única chance de eu não levar um deles, era se alguém tivesse saído, como isso não aconteceu, quero todos eles.

O Ceifador de Anjos: A Coleção de FetosLeia esta história GRATUITAMENTE!