- Papisss! Você é o melhor papis do mundo. - Nossa filha corre e pula em seus braços. - Amo muito o senhor, mais que sorvete de morango. - Beija sua bochecha.

- Meu amor, não precisava de tudo isso. Você vai deixar nossa princesa mimada. - Falo apertando as bochechas dela.

- Meu bem, vocês merecem o mundo! E essa princesinha vai ser a mais mimada de toda a galaxia. - A abraça e coloca Maria Vitória no chão.

- Minha filha, você já tomou café? - Vinicius Pergunta.

- Não papis, me arrumei a pouco. Meu irmão ainda está no banho. Mas Marta já mandou eu descer. É por que queria mostrar meu castelo pra mamis primeiro. - Ela faz bico.

- Pois vamos todos descer! Meus pais e meu avô já devem estar acordados. Quero aproveitar que eles estão aqui para matar a saudade. - Pega na mão da nossa filha e sua outra mão em minha cintura. - Vamos mulheres da minha vida.

Passamos no quarto do Phillipe mas ele ainda não havia saído do banho mas Vinicius deu um grito avisando que todos já estavam la em baixo só esperando por ele. Resolvemos tomar café juntos não só hoje, mas todas as manhãs. Fomos para a sala de jantar onde uma mesa farta já está posta. 

- Bom dia Marta. - Digo.

- Bom dia casal. - Ela responde fria.

- Marta cade meus pais e meu avô? - Vinicius fala se sentando na cabeceira.

 - Vini, eles devem estar no escritório. Desceram faz pouco tempo e disseram que iriam espera-los para o café.  - Ela serve nossas xícaras. 

- Papai, ísis, maninha... Marta, Bom dia família linda! - Phillipe chega correndo e gritando. 

- Bom dia meu garotão. - Vinicius beija ele. - Sente-se logo, você é o mais atrasado... O que estava fazendo? - Levanta uma sobrancelha.

- Calma papai, estava passando gel no meu topete. Tenho que estar lindo para as garotas. - O menino prodígio diz passando a mão em seu topete. 

Todos rimos, inclusive a família do meu futuro marido que acabou de chegar. 

- Esse meu neto é uma figura. - Senhor Joaquim diz. - Bom dia!!

- Bom dia! - Respondemos. 

- Como vai Ísis? - Minha sogra pergunta se sentando na mesa. 

- Estou bem, obrigada. E a senhora? - Sorrio. Quero me dar muito bem com ela, sei que demorará um pouco par nos tornamos intimas, mas farei o possível. 

- Bem também. - Sorrir.

Estamos todos tomando café animados. Um dos seguranças da casa avisou que minha mudança já esta no caminho. Marta e as meninas que trabalham na casa ficaram de por tudo em seus devidos lugares. Até disse que iria ajudar com tudo, mas a família do meu digníssimo não deixou. As vezes esqueço o quanto esse povo rico pode ser são dependente. Desde quando não posso arrumar minhas próprias coisas? Mas para a paz reinar, deixo eles vencerem essa. 

As crianças estão conversando animadamente com senhor Jorge. Eu e minha sogra falando sobre a nova decoração do quarto de Maria Vitória e meu amor pra variar falando de negócios com seu pai.

DOCE LOUCURA - Quando menos esperamos aconteceLeia esta história GRATUITAMENTE!