Série: A seleção - Kiera Cass

1K 16 4
                                    

A SELEÇÃO

“Nós dois nunca fomos apenas amigos. Desde o primeiro momento em que o vi, eu o amei.”

“O amor verdadeiro é geralmente o mais inconveniente.”

“Ele entrava na minha cabeça e parecia não querer sair”

“Sei o que sinto por você. Talvez seja impulsivo da minha parte ter tanta certeza, mas estou certo de que seria feliz com você.”

“A Seleção pode ser uma oportunidade maravilhosa para você, para todos nós.
Suspirei alto, pensando que preencher aquele formulário seria como a morte para mim.”

“Eu sabia que minha mãe sentia um grande peso nas costas. E sabia que foi por isso que ela passou a tentar me manipular sempre que podia. Já brigávamos bastante sem essa tensão extra, mas, à medida que o outono vazio se aproximava, ela ficava cada vez mais nervosa. E eu sabia que minha mãe me achava despeitada por não querer nem preencher um formulariozinho besta.”

"— E é claro que ele adoraria America! Ela é tão linda — derretia-se minha mãe.
— Mãe, por favor! Quando muito eu fico na média.
— Não fica! — disse May. — Eu pareço com você, e sou linda!
Ela deu um sorriso tão largo que não pude deixar de rir. E o argumento era válido. May era mesmo linda."

"Acho que quando nasci minha mãe já estava um pouco cansada, e ele teve que cuidar de mim na maior parte do tempo. Herdei o gênio dela, mas a compaixão dele."

"Eu entrei naquela pequena caixa sabendo que não estava sozinha. Alguém estava do outro lado, escondido sob a noite. Minha respiração acelerou, não pude evitar. Deixei a comida no chão e apertei os olhos para enxergar. A pessoa se mexeu e acendeu um toco de vela. A luz era fraca — ninguém poderia vê-la —, mas bastava. Finalmente o invasor falou, abrindo um sorriso malicioso.
— E aí, linda?"

"— E o que você acha disso? Quer dizer, da Seleção? — perguntei.
— Acho normal. O coitado precisa dar um jeito de arrumar uma namorada.
Senti o sarcasmo, mas queria saber sua opinião de verdade.
— Aspen...
— Tudo bem, tudo bem. Por um lado, acho meio triste. O príncipe não sai com ninguém? Quer dizer, será que ele não arruma ninguém de verdade? Se eles tentam casar as princesas com outros príncipes, por que não fazem o mesmo com ele? Deve ter alguma nobre por aí que
sirva para ele. Não entendo. E é isso. Mas... — ele suspirou. — Por outro lado, acho uma boa ideia. É emocionante. Ele vai se apaixonar na frente de todo mundo. Gosto dessa história de felizes para sempre e tal."

"— Aspen, nós vamos conseguir. Somos inteligentes. Vamos ficar bem — eu disse,
desejando que isso acontecesse de verdade.
— Você sabe que as coisas não vão ser assim, Meri. Eu ainda teria que sustentar minha família. Não sou do tipo que abandona os outros.
Estremeci nos braços de Aspen, que continuou:
— E se tivermos filhos...
Quando tivermos filhos. E vamos tomar cuidado. Não precisamos ter mais de dois.
— Você sabe que isso é uma coisa que não podemos controlar!
Sentia a raiva tomando conta da voz dele. Não podia culpá-lo. Quem tinha dinheiro podia controlar o número de filhos. Mas os Quatro em diante tinham que se virar."

"— Acho que você devia... — ele soltou de repente.
— Devia o quê?
— Participar da Seleção.
Olhei para ele furiosa:
— Você perdeu o juízo?"

"— Chega! É você que eu amo.
— E é você que eu amo.
Ele me beijou para confirmar essas palavras."

"— Você acha que a capacidade de dormir até tarde conta como habilidade especial? — perguntei a meu pai, fingindo estar indecisa.
— Sim, pode colocar aí. E não se esqueça de escrever que consegue comer um prato em cinco minutos — ele respondeu. Eu ri. Era verdade: eu praticamente engolia a comida."

Trechos De Livros. Onde as histórias ganham vida. Descobre agora