Capitulo Sessenta e Cinco

53.3K 4K 337

Emily

Joguei-me na grama tentando bloquear a voz irritante de Jennifer, mas parecia impossível.

Virei minha cabeça para olhar Gui, que se balançava repetidamente como se aquilo fosse fazê-la desaparecer, mas não iria.

–Sorte mesmo é a de Math e Layne, que deram uma desculpa esfarrapada e sumiram. –Disse Gui deitando sua cabeça em minha barriga.

–Quem parece mesmo interessado no que ela está falando é seu irmão. –Disse irônica, vendo Daniel sentado próximo a ela.

–Escute quando eu digo, vocês não vão sair juntos daqui! –Disse Max se sentando ao nosso lado.

–Acredite quando eu digo, comigo você não vai ficar! –Disse com um sorriso.

–Gui, eu preciso da sua ajuda em algo! –Sorri maliciosa e Max arqueou uma sobrancelha, nos olhando desconfiado.

Guilherme se levantou e me puxou.

–Onde está Luke? –Perguntei franzindo o cenho e Gui riu, apontando para um garoto pulando desesperadamente para alcançar um galho de arvore.

Eu ri e neguei.

–Deixa que ele continue tentando alcançar e vamos! –Puxei-o sobre o olhar curioso de Max.

–Até que vai valer a pena ter que escutar a voz irritante dela por tanto tempo! –Disse Gui, vez ou outra me empurrando.

–O que você acha de misturarmos rosa com verde? –Perguntei empurrando-o de volta. –Já mencionei o quanto gosto de experiências? –

–Acho que qualquer coisa fica melhor que o oxigenado do cabelo dela. Já não me basta àquelas roupas de Barbie falsificada, o loiro falso no cabelo já é demais! –Disse e segurou meu braço, antes que eu caísse.

–Juro que se eu caísse ia te deixar roxo, cara pálida! –Ameacei, fazendo-o rir.

–Desculpe, não medi a força. –Desculpou-se com um sorriso. –Acha que Max já foi falar com Dan? –Perguntou abrindo a porta para mim.

–Conheço o tipo de Max, ele vai mandar indiretas para Daniel insinuando que temos algo, como se ele soubesse algo que Dan não sabe! Max não vai dizer direto! –Disse dando de ombros. –Vai curtir com a cara de Daniel como se eu realmente estivesse o traindo com o irmão. –

–Você é esperta! Esperta até demais, daqui a pouco vou ter que me livrar de você! –Ele debochou, enquanto seguia para a cozinha para checar se havia alguém lá.

–Enquanto está pensando em como me matar eu já cavei seu túmulo! –Debochei e ele me olhou fingindo estar assustado.

–Aqui está limpo! –Disse me olhando.

–Aqui também! –Disse. –Você tem guache? –Perguntei.

–Acho que sim. –Deu de ombros. –Por quê? –Perguntou curioso.

–Não quero nada te incomodando amorzinho! –Mordi meu lábio inferior segurando o riso e ele entendeu. –Nem mesmo roupas. –

–Sua mente diabólica me encanta! –Ele disse com um sorriso, enquanto passava seus braços por meus ombros.

(...)

–Você já pode abrir os olhos! –Sussurrei para Gui vendo que a moça havia acordado e que Fred Krueger já havia desaparecido.

–Eu não... –Começou e eu sorri.

–Relaxa, seu segredo está seguro comigo! –Sorri. –E você ainda é a pessoa mais corajosa que eu conheço! –Disse apertando sua mão.

S.O.S Internato: A Marrenta tá na área!!!-EM REVISÃO ||LIVRO ÚNICO||Leia esta história GRATUITAMENTE!