(Our Forever is written in the Stars)

Cinco dias depois

***

Os dias se passavam de forma lenta durante sua estadia na bela cidade Luz.

Eve permanecia com a cabeça encostada sobre o ombro de Charles, ambos admiravam a bela vista da torre Eiffel, ainda mais sendo inverno, as ruas estavam todas brancas devido à neve que caía de forma lenta.

— Não vai acreditar. – Resmungou Charles fazendo com que Eve se endireitasse sobre a cadeira encarando-o de forma curiosa. — Veja isso. – Apontou para notícia através do celular que tinha acesso ao jornal de Boston.

A morena pegou o jornal para ver do que se tratava, e uma expressão de espanto e alívio modificou seu rosto, permaneceu em silêncio até terminar aquela leitura.

"Durante uma longa investigação sobre contratos fraudulentos, o empresário Steven Tracker, que estava à frente das empresas Gooding Corporation, fora denunciado por um sócio majoritário que não teve o nome divulgado por sigilo judicial. Um processo que corria em segredo de justiça enfim teve seu desfecho esperado.

O advogado do sócio majoritário anônimo da empresa tinha um longo processo judicial para afastá-lo do cargo de presidente devido às fraudes e alterações em contratos. Esta manhã o empresário recebera a voz de prisão e segundo seus advogados o réu não tem nada a declarar. Apenas que não estava a par dos tais contratos redigidos pela empresa de administração "Bolton", que por sua vez também desconhece essa acusação informal e está entrando com seus advogados para processar o atual presidente S.Tracker por difamação e calunia".

Ela abaixou o celular e encarou Charles novamente. Um sorriso satisfeito curvou-lhe os lábios pintados cuidadosamente de vermelho.

— Enfim a justiça funcionou. – Murmurou um pouco incrédula ainda.

Charles esboçou uma leve risada, a morena abraçou-o de forma espontânea. Agora nada poderia tirar seu sossego e finalmente seu falecido pai poderia descansar em paz.

Antes que pudesse dizer algo, seu celular tocou sobre a mesa, ao pegá-lo pôde ver uma nova mensagem, era de Claire, que a essa altura estava de férias em algum canto da calorosa Austrália.

Eve passou o dedo sobre a tela para ler a mensagem que dizia:

"Não sei se fico feliz ou espantada pela nota que acabei de ler na internet, creio que esse sócio anônimo está com um largo sorriso enquanto relaxa em algum canto da bela Paris."

Eve sorriu de forma encantadora e encostou sua cabeça sobre os ombros de Charles que permanecia admirando a bela vista, passou o braço esquerdo envolvendo os ombros finos da moça, rapidamente Eve se aconchegou nele e soltou um longo suspiro enquanto fechava os olhos.

Aquela manhã de sexta-feira nunca lhe saíria da memória, mas estava muito cedo para comemorar uma dura batalha que decidira travar anos atrás.

Charles apoiou sua cabeça sobre a dela e sorriu.

Como dizia seu saudoso pai: "Não adianta tentar esconder seu verdadeiro eu, pois detrás de toda máscara sempre haverá algo pior".

— Sabe Charles, mesmo estando feliz com toda essa situação, ainda permaneço confusa. – Murmurou ainda de olhos fechados. — Durante cinco anos tentei mostrar a minha mãe quem esse tal de Steven era e ela nunca me deu uma carta branca, mas permitiu que aquele cretino usasse de forma inapropriada nossa herança.

Amor  Por AcasoLeia esta história GRATUITAMENTE!