Chapter 23: Noite para comemorar

5.9K 586 95




Emma

- Emma, pelo amor de Deus, vamos ao Fabric! Não é como se fossemos no Granni's ou algo parecido. Você pode ir de qualquer jeito. – Jason reclama, pela milésima vez, enquanto encara a parede do meu dormitório. – Eu já tô cansado de olhar pra essa merda de parede, vou te esperar lá fora. – se levanta aborrecido.

- Mas eu nunca fui lá! Você tem que me ajudar, calma aí, juro que é a última!

Jason suspira alto, pragueja e se joga com tudo na poltrona em que estava sentado.

Encaro meu guarda roupa, somente de calcinha e sutiã, procurando alguma roupa decente. Quando eu digo que não tenho roupa nenhuma estou falando sério e super apoio todos que dizem o mesmo. Não importa se você está com o ele lotado de vestidos, saias, shorts (coisa que o meu definitivamente não está) se nada disso tem a ver com o local que você vai. É isso que a maioria das pessoas (Jason) não entende. Solto alguns palavrões e decido roubar algo de Nina, o que eu acho bem justo já que ela vive usando as minhas coisas. E eu não estou roubando propriamente, só pegando emprestado.

Quando abro suas gavetas extremamente organizadas vejo um vestido curto de manguinhas cinza escuro e já me apaixono. Seu tecido muito macio e extremamente brilhante. Okay, talvez esse eu realmente roube dela. Soltou alguns vivas e pulo de alegria.

- Achou alguma coisa? – fala Jay roboticamente.

- Sim! – canto alegre. - Mas calma, quando puder virar eu aviso.

Jason nem responde somente joga a cabeça para trás entediado.

Coloco o vestido por cima e me decepciono em seguida. Ele é extremamente curto, mais do que eu pensava, e está muito apertado em minhas coxas e seios. Não está nada absurdo, porém é diferente do que eu estou acostumada.

Ai que ódio! Não sei o que me deu, é óbvio que ia ficar desse jeito em mim. Nina não é magra, como eu também não sou, mas minhas coxas são bem maiores que as dela. Os meus peitos então, nem se fala.

- Droga! – praguejo irritada olhando para o espelho.

- O que foi? – Jay pergunta se virando. – Ual! – exclama quando me vê.

- Eu não posso ir Jay. Não tenho nada para vestir, até tentei roubar algo de Nina, mas olha pra isso! – indico o vestido em mim.

Jason continua olhando para mim, mas sua cara de irritado se esvai. Agora está sério encarando meu corpo.

- Jason! Tô falando com você? – ele nem se mexe. - Ficou muito ruim, não é? – começou a pirar. – Aí, que ódio! Quando meu primeiro salário cair eu vou correndo comprar roupas novas. Olha isso! – indico o vestido indecente.

- Hmm... Eu estou olhando. – diz não tirando os olhos do meu vestido.

- Está tão ruim assim? – pergunto escondendo meu rosto com as mãos.

- Ah, não. Na realidade não tem nada ruim aí.

- Como assim? – questiono olhando para Jason.

- Quer saber a real, flor? - ele pergunta e como resposta eu somente aceno com a cabeça confirmando, ainda com as mãos no rosto.

- Você tá muito gostosa. – revela.

- JASON! – arregalo os olhos, pasma, e jogo uma almofada da minha cama em seu rosto, o repreendendo.

- Ué, você que perguntou! – exclama rindo.

- Idiota, eu estou falando sério. – suspiro alto. – Desisto, vou de jeans. – dirijo-me até meu guarda roupa, extremamente bagunçado, e procuro minha calça batida.

Sempre sua Luce  (COMPLETO)Leia esta história GRATUITAMENTE!