Tempo

245 17 5

"O tempo passa...

Mesmo quando isso parece impossível.

Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma.

Passa do modo inconstante, com guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa.

Até para mim!"

(Stephanie Meyer)

Eu estava cansada. Uma exaustão incompreensível.
Uma semana se havia passado desde que eu chegara a La Push e nesse tempo todo, a maior parte do meu dia era trancafiada em casa.
Leah me devolvera todas as roupas que eu lhe comprara e deixara de me falar.
Queria gritar com ela, estapeá-la, mas algo dentro de mim me dizia que eu não o deveria fazer.
Estava de novo sem amigas. Quer dizer, Emily era minha amiga, mas ela era demasiado ocupada para me dar atenção ou para conversar comigo banalidades...

Então, certa manhã, recebi um telefonema surpreendente. Rosalie e Alice estavam me convidando para um chá de bebê que elas mesma organizariam.
Sam se opôs que eu fosse, mas apesar da hospitalidade ele não era meu dono.

Então acabei por ser acompanhada por Seth e Embry, tipo escolta.
Claro que eles não queriam admitir que estavam sendo meus "companheiros" a mando do Pulga, mas também não me importei.

Depois do afastamento de Leah, Seth passou a estar muito mais tempo comigo, me fazendo companhia e me animando. Passávamos tardes vendo filmes, comendo goluseimas e rindo de tudo.
E Embry, que andou uns tempos "desaparecido" – e eu pensava que era por estar me evitando – finalmente me convida para sair.
Saímos na picape do Sam e em poucos minutos estávamos em frente da casa dos Cullen. Não conseguia parar de a admirar e de me surpreender com a sua magnanimidade.

Alice e Rose vieram me receber na porta e assim que entramos encontrei um monte de gente que eu não conhecia.

Ok, não era tanta gente assim, mas...nossa, será que é só nessa Terra que existem gostosos como esses?

-Ju, deixe eu lhe apresentar meu companheiro. Esse é Jasper Hale. Jazz, essa é a June. – Alice falou toda delicada, nos apresentando.

Jasper era uma coisa de outro mundo. Tinha ar de superior, mas de um jeito que me fazia estremecer. Ainda assim, havia algo nele que me passava calma e confiança e vamos combinar, ele era lindo! Alice era uma sortuda, isso sim.

-Ei, eu sou o Emmett, irmão de Alice e namorado da Rose. – Um grandalhão falou com voz grossa, me fazendo recuar um pouco assustada. Ele realmente intimidava.

Embry se colocou na defensiva um passo à minha frente e Emmett apenas gargalhou alto.
De repente me senti mais calma e relaxada. Talvez sua risada tivesse cortado minha tensão e então eu dei um passo em frente e o cumprimentei.

-Será que chegamos a tempo desse chá de bebê? – Escutei uma voz soar atrás de mim e me voltei.

Um garoto super alto de cabelos acobreados e um sorriso de matar, entrou em casa acompanhando de...uma mosca morta?
Esse tal rapaz franziu o cenho como que desgostando de algo, mas eu estava tão aérea que nem notei qual o comentário que haviam feito que ele não tinha gostado.

-Ed, Bella. Que bom que puderam vir. – Esme os cumprimentou.

A moça, denominada Bella – nem sei porquê, né? – sorriu fraco e parecia um peixinho fora de água. Quem quer que ela fosse e por mais que ela gostasse dessa família, ela não se sentia em casa, porque toda a vez que ela estava insegura, ela olhava para esse tal de Ed e seu sorriso a tranquilizava.
Será que eles eram namorados? Nãa...uma gato como aqueles não escolheria uma garota tão sem sal...ok, ela não era feia de todo, mas...sei lá...era estranha! Só sei que não fui com a cara dela.

✔ How to train a Pack [PT-BR]Read this story for FREE!