Capítulo 3 Barbara

1K 146 51


- Nanda tenho uma novidade estrondosa. Vai agora pro muro! Se vir essa mensagem me dá um toque porque to ficando sem créditos.

5 segundos depois ela me dá um toque e eu saio correndo pro muro.

- o que foi Barbie? Você sabe que horas são? – ela me perguntou com uma cara muito desanimada e amassada.

- não. Mas escuta essa! Sabe o Eduardo? Estamos ficando!

- ficando pra valer? Tipo, quase namoro? Poxa Ba que show! Desejo felicidades eternas. Posso ir dormir agora?

- Nanda! Cala a boca e me escuta! Ele é demais. Lindo e ama legião. Certamente é minha alma gêmea. Todos chamam ele de Marra. Amei esse apelido, deve ser porque ele é marrento, brabão, coisa do tipo.

- o sobrenome dele é Marra, Barbie. – falou e bocejou.

- eita, serio? Se me casar com ele serei uma Marra? Barbara de Lima Marra. Lima Marra não fica nada sonoro. Provavelmente vou mandar tirar esse Lima e ficar só com Marra mesmo.

- lindo amiga. Casal Marrento. Adorei!

- sua chata! Pra que tanto desanimo?

- Barbie agora são 7 horas da manhã de um domingo. Eu amo muito dormir, principalmente aos domingos.

- caraca, não tinha visto. Acho que ainda nem dormi. – eu ri alto. – fiquei pensando no Marra.

- vou entrar Barbie, sério, estou com muito sono. Faça o mesmo e quando acordar me chama. Venha almoçar comigo. Minha mãe vai fazer salada de batata hoje.

- oba!! Sua mãe manda muito bem nessa salada. Vou ter que aprender pra ensinar pra minha. Hoje ela vai pra casa da minha vó.

- e você não vai junto? Barbie, que coisa feia, precisa ir visitar sua vó!

- talvez quando os porcos voarem.

- Barbie! – ela me repreendeu

- você sabe Nan, minha vó não gosta de mim, fato! Só vou pra lá pra ser incomodada constantemente. Ela implica com tudo o que faço ou deixo de fazer.

- você é uma garota de 17 anos que precisa se entender com sua vó. Elas são preciosas e não duram pra sempre. Quando a minha vó morreu ano retrasado eu chorei tanto.

- eu sei Nanda. Então faz assim: quando você ver um porquinho voando tira uma foto e me manda.

- vou dormir. Me chama as 11h.

- eu tambem te amo Nan.

Ela me mostrou a língua, me soprou um beijo e entrou.

Duas semanas depois:

- amiga, estou arruinada! Você está em casa?

10 segundos depois

- bom dia pra você também Ba.

- sério Nan!

- to na casa da tia Mone. É aniversário dela, volto só de noite. O que aconteceu?

- o Marra terminou tudo comigo! Estou arrasada amiga. Já chorei 2 rios e 3 lagoas. Estou desidratada.

- Barbie, consegue sobreviver até a noite? Posa comigo, vou te salvar, eu juro! Mas se mantenha hidratada e viva até as 20h mais ou menos.

- vou fazer o possível. Não demora, pelo amor de todos os santos.

- ok. Te amo! Se cuida, até logo :* <3

Quando deu 20h eu fui pro muro com minha mochila. Minha mãe era de boas comigo, não era de muitas regras desde que eu dissesse pra onde ia e que horas voltava.

Nanda chegou as 20h34 e eu iria tirar esse atraso a limpo depois que ela me salvasse.

- pula Barbie.

- você demorou! Eu poderia estar morta, você sabia disso?

- foi por uma boa causa, vem logo!

Pulei o meu muro, sim, ainda era e sempre seria meu muro. E fui com ela até a casa. Que era imensa e muito organizada.

- Oi tia Suzi

- Oi Barbara! Parece que hoje é dia das meninas.

- pois é! Um coração partido só se cura assim.

- o seu ou da Nanda?

- o meu.

- terminou com seu namorado?

- mãe!

A mãe da Nanda era muito engraçada. Ela estava sempre tentando ser nossa amiga, como se fosse uma adolescente da nossa idade.

- Deixa as meninas Suzi. – falou o pai da Nanda lá do seu escritório. Ele era um cara bastante serio, mas bem gente fina.

- estou socializando Fábio.

- OK mãe. Deixa a dor de amor da Ba comigo. Vem, vamos pro meu consultório.

Fomos até seu quarto.

- eu demorei porque passamos na locadora e no mercado. Aluguei Toy Story, comprei isso e isso! – me mostrou um pacote imenso de pipoca doce e uma garrafa dois litros de fanta uva. – você está precisando elevar seus níveis de açúcar!

- você! Você! Você é a melhor do mundo todooooooooooo!!!

- eu sei.

Fui correndo e abracei e beijei todo seu rosto. Nas horas seguintes assistimos meu filme preferido, enquanto nos entupimos de doce com refri. Relatei minhas dores de amor e dormimos.


obs.: Amanha postarei as fotinhos dos personagens no capítulo Apresentação! Confiram <3 

Não esqueçam de deixar um votinho no capítulo e de comentar se está gostando ^^

bj Mila =)

Pirados [Degustação]Where stories live. Discover now