Introdução:

Relatório: 

Ema Thompson, 21 anos, cursando psicologia, trabalha dia e noite pelo seu sustento, sem ninguém de sua família que possa cuidar dela, seu pai a expulsou de casa aos 17 anos para se ver livre de qualquer responsabilidade, solteira e tímida, dona de uma inocência descomunal, simples e muito batalhadora, esconde seus mais remotos segredos a sete chaves

Seus únicos amigos desde sempre são Renan e Andy, os seus confidentes e mais que irmãos,seu pai Jake thompson, rico e um dos sócios da Golden Night, ele foge de sua filha desde que se casou com a modelo Lola Smith 10 anos mais jovem que ele

Ela queria um emprego decente e não um em que precisaria se vestir como uma vadia com roupas curtas e maquiagem chamativa, trabalhava na noite como atendente de bar, abominava homens cafajestes e galinhas

...............................................................................

Relatório:

 Ben Hart, 29 anos, pegador, do tipo pega não se apega, herdeiro das indústrias Hart, seu pai o obriga a se casar a três anos, mas sempre escapou, agora tem ficado cada dia mais insuportável essa obrigação de se casar e ter filhos, mas o que ele quer mesmo é curtir a vida ao lado de várias mulheres

Seus pais Joseph e Andréa estão cansados de verem no se embebedando e saindo com uma mulher atras da outra, assim decidem pressiona lo a se casar com a ex dele Jaqueline, mas o que eles não sabem é que ela havia traído o, esses foi um dos motivos pelo termino do noivado

............................................................................

Capítulo 1:

Era mais um dia comum na vida de Ben Hart, ele havia terminado mais cedo na empresa todas reuniões do dia e ligado para seus amigos afim de uma diversão na boate mais badalada da cidade, com exceção de Josh que era hacker e estudioso, Brad era o único mais parecido com Ben, só perdendo por ter sido casado e se divorciado a quatro meses

-E ai Brad, vamos atras de diversão hoje, ou ta ainda com problemas com sua ex esposa?

Ben pergunta achando graça da situação do amigo

-Vamos se divertir, a Janice me ligou de novo pedindo um valor absurdo de pensão, como se o que eu desse ja não fosse o bastante, por isso que te digo amigo, jamais se case, mulheres são problemáticas

Brad diz com uma careta feia

Ambos sorri e sai em busca da diversão, que por eles não teria hora para acabar, Boate NORTWEST um lugar amplo, com garotas com roupas sexy, e com quartos no andar de cima, era tudo que ambos precisavam para relaxar depois de um dia corrido e puxado

- Vamos tomar alguma coisa? e o Josh disse algo sobre nos encontrar?

Ben pergunta olhando as garotas ao redor

-Não consegui falar com ele ainda, celular desligado, olha que gata que trabalha aqui

Eles encaram a morena plantada no balcão com cara de poucos amigos e de repente seus olhos se encontram com os de Ben, ele percebe e sorri para ela

-Oi moça, poderia por favor nos trazer dois wiskys dos melhores que tiver?

Ben pergunta vendo ela acenar e se retirar atras das bebidas

-Realmente uma linda garota, mas seus olhos demonstram inocência, essa não é pra mim

Diz um Brad encabulado

-Ok Sr. kasinsk, quem vê pensa mesmo que voce não é adepto a desvirtuar esses tipos de garotas

Ben diz sorrindo o que gera uma gargalhada alta de Brad

-Ah qual é cara, vai entregar me assim? com certeza gosto, mas neste momento, só quero manter distancia de problemas, Janice ja me enche demais

-Sei bem, seu advogado que o diga não é mesmo

Ambos gargalham alto e bebem suas bebidas, Ben continua a olhar a atendente, ela retribui o olhar mas abaixa a cabeça envergonhada

Logo chega uma amiga intima de Ben que tasca um beijo ardente em sua boca, beija seu pescoço em frente a atendente que os olha com repulsa

Ema odeia esse tipo de agarramento, este tipo de diversão não era pra ela, não mais, jogou a toalha de mão pro lado e sentou se tentando olhar pra outros lugares, mas só o que fazia era olhar de novo para a melação baba ovo de lado, se irritou e levantou

-Sera que vocês podem por favor ir aos quartos no andar de cima? Aqui é apenas para bebida, se querem algo mais deveriam subir neste instante

Ema bufou irritada e vio de solaio seu chefe balançar a cabeça bravo com ela, que deu de ombros e voltou ao seu trabalho, logo depois deu uma conferida e percebeu que o casalzinho haviam se retirado

Sexo era algo que ela gostaria de não falar, se trabalhava naquele lugar era por falta de opção, tinha que pagar as suas coisas e não poderia pedir mais esta ajuda ao pai, que ja achava ruim ter que pagar a faculdade e o apartamento

Ela continua pelo resto da noite atendendo os tarados de plantão e as garotas que tem no rosto escrito Me Come, depois vio a mesma garota dos agarro indo em direção a saída sozinha, onde estaria o gato safado?

-Procurando por mim coração

Ema se assusta ao ouvir aquela voz e se vira com um sorriso falso

-SONHA, jamais procuro algo que não quero ter

Ela se vira pra atender outro cliente quando ele segura em seu braço, debruçado no balcão ele sorri

-As vezes querida, voce ainda não saiba o que quer de verdade

Ben pisca e a solta, deixando a sozinha e abalada pela força das palavras daquele homem forte e viril 

De Repente...CasadosLeia esta história GRATUITAMENTE!