Dizer algo no calor do momento e depois ter a coragem ou inclinação de fazê-la são duas coisas ligeiramente distintas, e Louis experimenta isso nesse momento.

E não o ajuda muito Perrie parada na porta de seu quarto, encostada ao batente com os braços cruzados, sua expressão totalmente séria e Louis desconfia que ela quer queimá-lo somente com a força de seu olhar.

- Diga logo Perrie, você está começando a me assustar.

- Você sabe o que vou dizer. – Ela suspira, deixando a pose de durona de lado e se afastando da porta, indo se sentar na cama de Louis, olhando-o pelo reflexo do espelho enquanto ele arruma seu cabelo. – Tem certeza que é seguro?

- Tenho. – Louis responde pela décima vez desde que contou para a amiga sobre Harry, e que ele iria passar o fim de semana com ele para um "teste", e Louis entende sua amiga, porque ele também é apreensivo em passar um fim de semana inteiro na casa de um homem que ele mal conhece. – De qualquer modo, se eu não te mandar uma mensagem dez minutos depois da hora que eu deveria estar lá, pode chamar a polícia.

- Okay, e vou mesmo. – Ela sorri, seus olhos brilhando novamente enquanto Louis se senta ao seu lado, pegando seus Vans e os calçando. – E a? Preparado para ser dominado?

Era para ser uma brincadeira, Louis sabe, mas isso não o impede de soltar uma risada seca e engolir em seco. Louis não está arrependido da decisão ontem – mesmo essa tendo sido fortemente influenciada pela combinação de vinho, Harry, e sua boca, e suas mãos e seu perfume... – e talvez ele quisesse estar, mas tudo o que ele sente é receio – medo – e excitação. É bem contraditório.

- Não. – Louis responde sinceramente, deitando sua cabeça sobre o ombro dela e suspirando. – Acho que ele vai me chutar de cara, não sou muito bom em acatar ordens.

- Eu sei! Por isso ri quando você me contou! – Louis sorri, lembrando-se da conversa no café da manhã, quando sua cabeça doía e ele precisava contar para alguém, e Perrie, sua melhor amiga/confidente/companheira de apartamento era a melhor opção. – Mas você devia ter me contado antes, assim eu poderia dar uma visitinha ao Liam e casualmente dar uma olhada em seu chefe. Você sabe que sou ótima para julgamentos, com uma olhada e eu saberia se ele é ou não um pervertido querendo se aproveitar do meu amigo!

Louis se inclina, dando uma risada e se jogando de costas na cama, fechando os olhos e apenas rindo com Perrie. Ele se sente muito melhor agora, mas sabe que logo o nervosismo irá voltar.

- Lou. – Perrie o cutuca, recebendo um resmungo de Louis. – Lou, abra os olhos. – Louis a ignora, virando o rosto e tentando aproveitar enquanto ele ainda é calmo. – Louis, se você não quiser levar umas palmadas logo de cara, sugiro que levante, porque você vai se atrasar se continuar aí.

E isso é o suficiente para Louis praticamente pular da cama, se atrapalhando com o outro par de sapatos que ele não havia colocado e saindo com tudo do quarto, pegando a mochila com algumas roupas, celular e carteira pelo caminho e soprando um adeus para Perrie, que olha tudo rindo e ao mesmo tempo gritando para ele ter cuidado. Ele terá cuidado, ele só espera que Harry também tenha cuidado quando for puni-lo por ser atrasar.

.

Louis esperava muitas coisas quando chegasse a porta de Harry – entre elas Harry na porta com uma cara nada satisfeita pelo atraso -, mas enquanto o táxi se afasta, ele pega o celular novamente e olha o endereço, só para comprovar que não está no lugar errado.

Enquanto cruzava a Times Square, Louis tentava forçar sua mente a lembrar-se da casa de Harry além do escritório e breves momentos na sala de estar e corredor, mas nada vinha a sua mente, então ele realmente não sabia o que esperar. Talvez por sua mente estar embalada por 50 Tons de Cinza ele esperava uma casa super moderna, com algum carro esportivo que ele não saberia dizer o nome e ele tem ainda mais certeza que na noite anterior ele estava sobre um intenso efeito do vinho e presença de Harry, porque ele com certeza não reparou nessa casa aparentemente normal e familiar, com um gramado verde, canteiros com flores e até mesmo uma caixa de correio decorada. Bem, ele está impressionado, para dizer o mínimo. Talvez ele deva esquecer o que 50 Tons de Cinza disse.

S&M • l.s. au!bdsmLeia esta história GRATUITAMENTE!