- Vinicius isso que fizemos foi um erro. Você é casado e não podemos deixar a situação ainda pior! Você me magoou muito e sei que não foi justo ter separado você de sua filha por todos esses anos... Mas você me deu motivos para isso. Eu amava você e do nada descobri o babaca que você era e logo depois que estava gáavida. Meu mundo ruiu... - Afundo minha cabeça em seu peito involuntariamente.

Ele me solta por um minuto e pega sua camisa de mangas longas que estava jogada no chão. - Levante seus braços Isís.

E assim eu fiz. Ele passou a camisa por meu braços e logo me vi coberta até os joelhos, pois sua blusa era enorme. Dobrou um pouco as mangas até meu antebraço. Vestiu sua cueca box e foi ai que reparei que ele estava exitado. Se ajeitou dentro dela e logo depois se cobrindo com a calça.

- Isís, me separar de minha filha foi algo cruel. Você sabia que fui atrás de você me explicar e nunca consegui pelo menos falar com você por telefone. Errei em omitir que tinha uma namorada, mas na verdade nunca trai você. Desde que fiquei com você eu não a vi mais e nem atendia mais suas ligações, não falava com mais ninguém de Londres a não ser Pietro e esse foi o motivo deles terem vindo naquele dia. Antes de saber da gravidez de Kellin eu disse para ela e para meus pais que eu queria estar com você, que eu a amava. Mas foi tudo muito rápido... A gravidez... Meu pai dizendo que eu não seria mais seu filho se a largasse... Que seu neto teria seu sobrenome mas que teria pai e mãe... Você não sabe o quanto eu sofri por não ter escolhido você ao invés dessa vida de merda que eu levo. - Vinicius fala tão rápido que quase não consigo entender. Vejo seu sofrimento em sua voz.

Fico sem reação a ouvir tudo.

Ele continua a falar ... - Eu achava que amava Kellin. Vim para o Brasil pois minha carreira estava acima de tudo, principalmente a cima da minha relação com ela. Kellin sempre me pressionava para casar mas sempre aparecia alguma coisa mais importante pra mim... A deixei em Londres e vim querendo me tornar quem eu sou hoje... E foi ai que conheci você Isís! A mulher de cabelos ruivos e cheia de tatuagens mais meiga e louca do mundo... - Da um pequeno suspiro e continua. - Demorei a perceber que eu não a amava, que era apenas muito comodo estar com alguém que aceitava ser a segunda opção... Que não reclamava por eu estar trabalhando na maior parte do tempo. No começo eu pensei que entre eu e você seria algo só por diversão quando eu ouvi que você tinha terminado uma relação a pouco tempo... Achava que você não quisesse se envolver com alguém também... Eu não conseguia tirar você de meus pensamentos desde o dia que te vi só de blusa e calcinha no corredor do nosso andar. Te evitei o máximo, fugia de você. Naquela reunião eu só pensava em te tocar e isso eu não podia fazer por ser comprometido... Até o dia que te convidei para comer pizza e cerveja por que depois de tanto fugir eu não aguentava mais... Na minha cabeça era tudo sexual... Que depois que eu te tivesse iria passar, que conseguiria pensar em Kellin como antes. Mas não!!! - Ele passa as mãos no cabelo olhando para cima.

- Isís, você foi minha perdição. Me apaixonei por você antes mesmo de tocar em ti. Fui burro em não perceber... Quando eu vi, já estávamos envolvidos e eu não conseguia passar mais um dia longe de você. Eu juro que estava esperando só uma oportunidade para terminar tudo com ela. Eu e você levávamos vida de casal, menos na empresa pois não podia arriscar como você mesmo disse. Não estou querendo me justificar, errei e assumo isso. Como você disse dei motivo para você sumir! Mesmo não concordando em me deixar longe de Maria Vitória, mas não tenho remorsos em relação a isso... Foi uma consequência de meus atos.

- Mas se você não gosta de Kellin por que está com ela até hoje? Por que depois de algum tempo não foi atrás de mim ou seguiu sua vida? É isso que não consigo entender Vinicius. Quando se quer, da um jeito.

DOCE LOUCURA - Quando menos esperamos aconteceLeia esta história GRATUITAMENTE!