PRÓLOGO | Tessália

8.1K 579 192

Quando eu era mais nova, ser uma princesa da Disney e um dia encontrar um príncipe encantado era o meu maior sonho. Os anos se passaram, eu cresci e entrei na adolescência, mas esse desejo já havia se enraizado como uma erva daninha em meu coração. Claro que minha mente ajustou alguns detalhes: eu passei a me ver mais como Uma nova Cinderela do que a gata borralheira original, e meu príncipe ideal era só muito gato e popular na escola, mas ainda assim demorou algum tempo até as decepções amorosas começarem a destruir a minha ilusão romântica.

Passei, então, por uma fase conturbada com meu próprio coração, que insistia em criar esperanças de que eu ainda encontraria um cara legal. Tudo bem, eu já tinha entendido que contos de fadas nunca seriam reais, mas e 10 coisas que eu odeio em você? E Ela é demais? Bianca e Laney eram bem esquisitas e, mesmo assim, conseguiram encontrar seus príncipes encantados. Por que eu não poderia encontrar o meu? Por que toda vez que me relacionava com os homens, acabava abandonada, traída ou ignorada?

Eu já estava tão de saco cheio de ser iludida que quase não percebi meu primeiro amor de verdade bater à porta da minha vida. Mas Cauã estava tão lindo quando o conheci, vestindo uma de suas típicas camisas sociais, um sorriso fácil no rosto, que foi impossível não o notar. Eu senti, naquele momento, que tinha encontrado alguém de quem valia a pena correr atrás. E foi por isso que, mais tarde, nossa relação evoluiu de conversas semanais a um namoro de quase quatro anos.

Então, três meses atrás, ele terminou comigo.

Já fazia um tempo que nosso namoro não ia bem, mas terminar? Parecia tão definitivo! Só de imaginar o fim meu coração apertava e me fazia lembrar de todos os nossos melhores momentos, dos beijos apaixonados e das razões que nos mantinham juntos. E isso sempre foi o suficiente para me manter forte.

A força de Cauã, no entanto, parecia ter acabado.

As dúvidas rondaram minha cabeça por muito tempo após a separação. Mas naquele domingo, três meses depois, a única coisa que eu podia afirmar era que eu amava Cauã e precisava dele para ser feliz.

Foi assim que acabei caindo naquela matéria sobre relacionamentos no mundo moderno. Minha busca no Google sobre “como recuperar meu ex” me guiou diretamente para uma blogueira que não apenas tinha levado um pé na bunda, como eu, mas também escolheu não desistir e lutar. E, para ajudar aqueles que estavam dispostos a fazer de tudo para salvar seu relacionamento, ela compartilhou os dez passos que criou para reconquistar seu amor perdido.

Eu sei que muitos me achariam maluca por aceitar conselhos de uma blogueira qualquer, mas ninguém entendia o quanto eu precisava de Cauã. A vida estava me dando a oportunidade de provar esse amor — e ainda por cima viver uma história típica de filmes de comédia romântica — então eu tinha que tentar. Era minha grande chance de conquistar a minha própria felicidade e de ser a heroína do nosso conto de fadas!

Então eu fui em frente e, com a ajuda dos dez passos, comecei a traçar meu plano para recuperar o amor de Cauã e garantir o nosso “felizes para sempre”.

Foi assim que a história de uma nova Tessália começou.

(DEGUSTAÇÃO) Como reconquistar um amor perdidoLeia esta história GRATUITAMENTE!