s

359 37 8

andei, ou melhor, rastejei até a sala da detenção depois da aula, não me preocupei em saber qual era o professor que escrevia algo na lousa quando entrei, e logo me sentei na última carteira da última fileira
As regras da detenção eram simples: não conversar com o colega, não usar celular, não fazer movimento algum, não havia ninguém na sala além de mim e o professor, então eu não me preocupei com as  regras, eu dormiria durante os  minutos de castigo e não atrapalharia ninguém.
me sentei no lugar que havia escolhido, e quando o fiz algo me chamou a atenção
Olhei para a lousa e o professor deixou cair o giz sobre o suporte, depois andou até a porta e a trancou, para em seguida baixar as persianas.
ele se virou pra mim e eu reconheci aqueles olhos verdes e o sorriso malicioso, e as lembranças da noite anterior vieram todas em minha mente

- sentiu minha  falta, Louis? - ele disse andando vagarosamente entre as mesas - claro que sentiu, nós nos divertimos muito noite passada.

eu me levantei assustado, eu já estava no final da sala, não havia mais lugares para correr, a não ser que eu pulasse da janela
meu coração batia mais rápido a cada passo que ele dava, enquanto eu me espremia contra a parede atrás de mim

- você não precisa ter medo de mim- ele voltou a falar - eu não vou te fazer nenhum mal, mas deveria

- q-quem é você ? - eu consegui dizer apesar de assustado - oque é você?

- eu sou seus desejos mais profundos, louis. - ele disse ainda andando até mim, se aproximando cada vez mais. - eu sou o único que pode te satisfazer- aqueles olhos verdes me prenderam mais uma vez, era como se ele sugasse minha alma. - eu sou oque está sempre ao seu  lado enquanto você dorme, o que te toca quando você precisa, oque faz você delirar em seus sonhos mais íntimos, e sou aquele por quem você chamará pelo resto da sua vida. - ele,  enfim, se aproximou de mim e senti a intensidade daquele olhar novamente, me entorpecendo. Seus lábios foram a minha orelha, e eu senti a respiração quente dele sobre a minha pele. - Eu sou seu íncubos.

Íncubos [ l.s]Leia esta história GRATUITAMENTE!