Capítulo - 9

2.1K 171 22

O som abafado do celular tocando, fez com que Eve rolasse por toda a imensa cama, se emaranhando entre o lençol macio e cobrisse a cabeça com um dos travesseiros. Não estava com nenhuma vontade de atender aquela ligação, seja lá quem fosse que estava a atormentando naquela hora.

Por fim o som parou, para alívio de Eve, que continuou com os olhos fechados e o imenso travesseiro sobre o rosto, sua cabeça estava doendo, sabia que tinha passado do limite na noite anterior.

Eve retirou o travesseiro do rosto, rolou até a beirada da cama, com muito custo esticou a mão esquerda na direção do criado-mudo, mas acabou esbarrando na garrafa de champanhe vazia que caiu sobre o carpete fazendo um barulho alto.

- Droga! - praguejou erguendo um pouco o rosto para tentar ver o que tinha derrubado.

Suspirou, fechou novamente os olhos e deixou sua cabeça cair contra o macio travesseiro, para sua sorte as grossas cortinas estavam tapando a claridade do sol, não demorou para que seu celular começasse novamente a tocar.

Esticou o braço e tateou sobre o criado-mudo, por fim conseguira achar o aparelho, - sentiu um alívio, pois não tinha sido ele que caiu no chão - a morena se espreguiçou e abriu os olhos.

O nome de sua irmã aparecia na tela.

- Claire, o que quer uma hora dessas da manhã? - resmungou.

- Faltam dez minutos para o meio-dia. - Disse Claire do outro lado da linha um pouco impaciente. - Não me diga que se esqueceu do almoço, sabe que é importante pra mim, não sabe?

Eve virou seu rosto para o lado e viu no relógio digital os números em azul "11h50min", coçou os olhos, sonolenta, emitiu um pequeno murmúrio, não estava nem um pouco a fim de participar daquele bendito almoço. Era evidente que Claire tinha ido embora sem ao menos avisá-la, mas não estava incomodada por esse fato.

- Não estarei aí para o almoço. - Resmungou Eve fitando o teto escuro.

Um pequeno e tedioso silêncio pairou sobre a ligação, a morena pode ouvir a respiração alterada de sua irmã, um pequeno sinal de sua reprovação. Era sempre assim, Claire batia o pé e todos estavam lá para bajular ela, mais Eve não se deixava dominar por aquela atitude mesquinha que sua irmã tinha.

- Não posso acreditar que vai me deixar na mão, Evelyn? - por fim questionou.

Um sorriso sádico curvou os lábios de Eve, deixou escapar uma pequena risada de deboche.

- Vou! Quer saber, planejei sua festa de despedida e você nem me agradeceu, só o que fez foi ficar com a cara fechada e deixando evidente que estava odiando tudo. Sem contar que foi embora e nem sequer me avisou. - Explodiu Eve.

- Não seja imatura, Evelyn. Sabe que não gosto de lugares com som alto e quer saber esquece. - Rebateu Claire do outro lado da linha.

Antes que Eve pudesse respondê-la, Claire tinha desligado. Eve deixou o celular cair em alguma parte da imensa cama toda bagunçada e soltou um grito de raiva. Afinal, quem ela estava chamando de "imatura"? Estava começando a se arrepender seriamente de estar ali. Rolou sobre a cama e sentou-se na beirada, antes de levantar, ela prendeu os cabelos que caíam em seu rosto em um rabo de cavalo, precisava de um banho antes de tudo.

Soltou um longo e reprimido suspiro, por fim se levantou, caminhou pelo quarto ainda escuro em direção ao banheiro, ao abrir a porta, a claridade fez com que seus olhos e cabeça doessem ainda mais, ela resmungou enquanto tapava os olhos.

O banheiro era imenso, Eve caminhou até a pia e apoiou as duas mãos contra o mármore frio. Estava completamente nua e não se recordava muito bem quando pegara no sono, já era de se esperar, mas um flash lhe veio à mente, tinha topado com Michael no corredor.

Amor  Por AcasoLeia esta história GRATUITAMENTE!