21 - A melhor mensagem de uma improvável pessoa

176 5 0


Peguei uma pequena parte de minha cama e fiquei sentada nela, pois a maior parte dela estava ocupada pelo corpo adormecido de um Henrique bêbado e sonolento. Olhei para ele, não com raiva, mas boba por estar vendo-o dormir. Aquela não era a primeira vez que eu o via dormir, mas é a primeira vez que o vejo assim estando apaixonada. A paixão deixa tudo com uma áurea brilhante, calma e bonita de tudo.

Puxei o celular de meu bolso e tirei uma foto dele. Não o bastante, eu tirei mais três. Certo. Quantas fotos você pode tirar de seu crush sem parecer uma stalker? Ou então, sem parecer que está na cara que você está gostando dele. Fiquei imaginando Rico pegando o meu celular e achando as imagens:

- Olha só! Você tirou uma foto minha dormindo. Eita, tem outra aqui! E outra... tem mais uma... e mais algumas...

Eu pegaria o celular da mão dele e explodiria no chão.

- Fotos? Não vejo foto alguma.

Paro de viajar na maionese quando o meu celular começa a apitar. Coloco no silencioso para não acordar Rico e vejo que eu tenho algumas notificações de mensagens. Começo a olhar as pessoas que falaram comigo através do face e vejo que dentre elas está Pedro.

Nossa, o que danado ele quer comigo?

"Oi, tá ai? "

Ele havia falado faz algum tempo.

"Estou agora. O que foi? "

Ele ficou online.

"Nada. Só queria saber se você tinha chegado com todas as suas peças de roupa haha"

Que ridículo.

"Sério? –' "

"Estava brincando. Desculpa. "

Reviro os olhos. Por qual motivo eu falava com esse menino? Certo... Ele me ajudou em um momento complicado da minha vida. Ele começa a digitar mais coisas e eu fico esperando enquanto olho para Rico. Sorrio feito uma boba até que ele me manda a mensagem:

"Eu estou gostando de uma menina que é muito próxima ao seu amigo Henrique. Por isso que corri feito um louco para falar com você. Desculpe se estou sendo muito precipitado te falando sobre isso, mas não quero que você ache que eu estou falando com você só por conta disso, você é uma pessoa muito legal"

Tá! Aquilo não era o que eu achava que ele iria falar... Quem seria essa menina? Meu coração dá um salto quando eu deduzo quem deverá ser.

"MINHA NOSSA! VOCÊ TÁ GOSTANDO DE CLARISSA? COMO DANADO VOCÊ CONHECE ELA? "

Olho para Rico dormindo e eu não sei o que deveria estar sentindo naquele momento, mas o meu corpo todo estava pegando fogo. Antes dele responder eu mando outra mensagem para ele.

"Sabe aquele problema com o meu amigo? Você pode me ajudar. O problema é que eu estou gostando de Henrique. Dá pra acreditar? "

Começo a cantarolar baixinho.

"Você está gostando de Henrique? "

Ele me pergunta sem muita emoção. Acho que ele não sabe usar os recursos do caps lock devidamente.

"Sim! "

Ele visualiza a mensagem e começa a escrever.

"No que eu posso te ajudar? "

Será que esse menino havia caído do céu para me ajudar com este momento desesperador da minha vida? Abraço o meu celular.

"Eu sei que isso parece coisa de menina do fundamental, mas, por favor, vamos fazer uma troca. Eu tento te ajudar a ficar com Clarissa se você me ajudar a fazer Henrique finalmente ver que eu existo".

"Acho que agora nós somos próximos o suficiente, certo? "

"Sim! "

"Eu topo! Agora se ele não conseguir te ver com outros olhos? "

"Aí não será culpa sua. "

"Se ele não conseguir te ver com outros olhos eu vou te ajudar a deixar de gostar dele, pode ser? "

Fico olhando para a pergunta sem entender.

"Por qual motivo você faria isso? "

"Só porque já me preocupo com você"

"Certo. Acho que você está com pena de mim, mas saiba que eu não preciso de pena de ninguém. "

"Não é pena" "Nunca foi pena".

"Seja lá o que for, obrigada! Então estamos resolvidos :D Nós nos ajudamos, e, se nada der certo, você me ajuda a deixar de gostar do meu melhor amigo :'( Mas como você vai fazer isso?"

"Já ouviu falar de Google? Haha" "Brincando. Vou parar com isso, juro" "É que eu conheço técnicas infalíveis para sair da friendzone"

"Você ainda não parece ter saído da friendzone"

"É que eu e Clarissa não somos amigos. Somos conhecidos. "

"Mas você gosta dela, certo?"

"Sim..."

"Então você está na friendzone" "Você gosta dela, mas são conhecidos... Ela só te vê como um amigo ou conhecido..." "É a friendzone, meu caro"

"Verdade haha :'( "

"Agora, hoje cedo você não quis me contar o motivo, pois estava com medo que eu achasse que você estava falando comigo para conseguir informações dela, certo? Então, qual o motivo de você me falar agora? "

"Achei que deveríamos deixar de ser não tão próximos... para conhecidos ou algo do tipo" "Eu te disse que você é legal, não foi? " "Entenda isso como uma forma de tentar expandir a nossa amizade".

"HAHAH tá certo! "

"Vamos nos encontrar depois para falarmos mais sobre isso? "

"Certo, menino que virou uma pessoa próxima"

"Certo, menina que é uma pessoa próxima"

Eu já não me importava mais sobre o fato da minha confissão ter ido por "vomito" a baixo, pois Clarissa iria ser conquistada por Pedro e tudo voltaria ao normal. Henrique iria ver que eu era uma menina. A que esteve com ele por todos os melhores e piores momentos da vida dele. Acho que isso iria bastar.

Agora, se nada der certo?

Vamos ver como Pedro vai se sair para me fazer esquecer de Rico.


Como Deixar de Amar o Seu Melhor AmigoLeia esta história GRATUITAMENTE!