EPÍLOGO

49 7 0

Meus olhos escurecem e apago por alguns instantes, estou inteiramente fraca mas sinto que tem alguém me carregando, farta e consumida pela dor não tenho forcas suficiente para abrir meus olhos e averiguar a situação. Com o passar dos minutos minhas feridas vão se curando e já começo a me perguntar quem me salvou e por qual motivo. Sinto meu corpo frio deitado e esticado numa cama super macia. Mais uma vez insisto para abrir os olhos mas o esforço ainda é muito grande, ouço um grande estrondo parecendo um tiro, assusto-me imediatamente revelando a cor dos meus olhos castanhos claros, pois agora sou Híbrida...

Híbrido - O Despertar Leia esta história GRATUITAMENTE!