p r o l o g o

10.3K 467 1K

Revisado e alterado.

ʏᴏᴜ sʜᴏᴜʟᴅ ᴡᴀɴᴛ ᴀ ʙᴀᴅ ʙɪᴛᴄʜ ʟɪᴋᴇ ᴛʜɪs
ᴅʀᴏᴘ ɪᴛ ʟᴏᴡ ᴀɴᴅ ᴘɪᴄᴋ ɪᴛ ᴜᴘ ᴊᴜsᴛ ʟɪᴋᴇ ᴛʜɪs

Já não era possível contar quantas vezes Louis havia se olhado no espelho vendo se aquela saia ficava bonita em si, nunca foi afim de roupas masculinas de qualquer jeito.

— Amor. Eu já te disse um bilhão de vezes que está lindo —O menor revirou os olhos enquanto se virava para o seu namorado

Sabia que seu namorado sempre iria lhe dizer tal coisa, mas ele teimava muito com sua aparência sempre queria estar perfeito.

— Luke, eu não acho que estou —Retrucou manhoso enquanto fazia um bico em seus lábios

O loiro de aproximou do menor logo rodando seus braços na cintura fina do garoto.

— Você não está lindo querido, você é lindo. Agora, vamos?

Isso arrancou um sorriso do menor e ainda o mesmo começou a abraçar seu namorado e logo ambos andando de mãos dadas indo em direção à garagem.

— Quero que conheça meus pais hoje —Anunciou fazendo o garoto ao seu lado engolir seco enquanto o encarava

Tomlinson havia planejado terminar com ele hoje então poderia ficar com o outro garoto que havia se interessado, Luke não podia simplesmente estragar seus planos assim. 

Assim que chegaram no subsolo ambos pegaram suas mochilas e o moreno pegou a chave de sua bmw que havia ganhado de aniversário. Não era o presente que ele queria, mas fazer o quê?

— Toma dirige —Ordenou Louis jogando a chave para o garoto que pegou a chave mas continuou o encarando— Luke Styles Hemmings ande logo!

Ele bufou.

— Já disse para não me chamar desse nome ridículo.

— É a porra do seu nome, não gostou então troca ele pela terceira vez —Disse cruzando os braços

O namorado fingiu pensar por um tempo antes de o responder.

— Eu tô pensando em nosso mesmo, vou tirar a merda do Styles e colocar Jubileu, o que você acha?

Louis revirou os olhos, como o usual, e foi até o seu namorado que estava encostado na bmw.

— Luke  —Disse manhoso se encostando no peito de seu namorado que sorriu

Antes que pudesse dizer qualquer outra coisa ou reclamar o mais velho o puxou para um beijo profundo enquanto movia sua mão até a bunda de seu namorado.

— Louis? —Mark pirrateou chamando a atenção de seu filho e fazendo os dois se separarem do beijo

— Sim papai? —Questionou e o tatuado abraçou a cintura do menor

Mark queria poder brigar com o filho e dizer que isso não era coisa para se fazer, mas não havia o educado à dez anos atrás e não seria agora que o garoto tinha 16.

— É, eu só.. só queria te desejar boa aula —Disse por fim e então saiu do local deixando os dois confusos

— O que foi isso?

— Não sei e nem quero saber —Respondeu Tomlinson e deu um selinho no seu namorado que abriu o carro— Vamos logo para a escola

— Claro amor —Falou abrindo a porta para Louis e o mesmo entrou e logo em seguida ele fechou a porta

Daddy's Boy (Larry Stylinson)Leia esta história GRATUITAMENTE!