Passando pra avisar que não tive tempo de revisar o capítulo, amores. Desde já, peço desculpas por qualquer erro que possa ser encontrado... Boa leitura!!!
💗

LORENZO NARRANDO

Heitor mudou de humor completamente depois que contei sobre o antigo namoro de Noah e Catarina. Desde que descobri, senti que isso daria merda e mais uma vez meu instinto não falhou. Não escondo nada de meu irmão, sabia que um dia acabaria contando a ele, mas uma parte de mim se arrepende agora. Heitor me prometeu que não faria nada errado, mas mesmo assim vou ficar de olho nele.

Meu irmão é sim um homem palhaço, de coração bom, mas quando se irrita realmente com algo, até eu saio de perto. Isso aconteceu apenas uma vez até hoje, mas nunca mais me esqueci. Na época da escola, Heitor teve uma namoradinha. A garota era bonita, chamava atenção por onde passava. Heitor sempre foi ciumento, mas a menina não entendia isso. Como sou dois anos mais velho, estava no terceiro ano do colegial e ele no primeiro.

Um dia no intervalo, um menino começou a dar em cima da garota. Ela não sabia que eu estava vendo tudo de longe, então presenciei quando ela retribuiu as gracinhas do garoto folgado. Heitor chegou exatamente na hora em que os dois estavam quase se beijando e a merda voou no ventilador. Meu irmão já estava se controlando há dias, e aquilo foi a gota d'água. Vi em câmera lenta Heitor pegando a cadeira mais próxima e a arrebentando na cabeça do moleque, num golpe só.

O menino já caiu inconsciente, mas nem assim Heitor parou. Ele ia pra cima com tudo, mas entrei na frente dele. Sabia muito bem que nada o faria parar, e sabia mais ainda que Heitor nunca encostaria um dedo em mim. Graças aos céus, isso o fez parar. O olhar que encontrei no rosto dele, é bem parecido com o que ele encara Noah agora. Isso é apenas mais uma prova do quanto ele deve gostar de Catarina, que o evita desde chegou.

-Pois é, peguei umas férias da empresa -Noah conta enquanto todos conversam em uma roda. -Eu tava exausto, precisava tirar um tempo só pra mim.
-Passar horas com a bunda colada na cadeira deve ser bem exaustivo mesmo, cara. Não sei como você consegue...-Heitor ironiza e todos notam. Micaela me olha sem entender nada. Já Luna fulmina Heitor, que faz de conta que não vê. Noah respira fundo e volta a conversar com uns caras do escritório que chamei.

-Se controla, porra! Se soubesse que você reagiria assim, não teria te contado aquela merda! -sussurro em seu ouvido.
-Mas eu não fiz nada, mano -dou um olhar sério a ele. -Tá bom, vou tentar contar até a dez...
-Acho bom mesmo! -dou-lhe mais olhar rígido.

(...)

HEITOR NARRANDO

Babaca! Esse merdinha pensa que me engana? Sei muito qual é a desse cara e estou chegando perto de dar o que ele quer! O maldito passou o dia todo sorrindo para todos e quando me encarava, um sorrisinho sínico nascia em seus lábios. Respirei fundo umas cem vezes, pois precisava. Fiz uma promessa a meu irmão, não posso quebrá-la.

-Heitor, você viu Catarina? -Micaela pergunta.
-Hmmm, não sei onde ela tá...-coço o pescoço, desconfortável.- Você já procurou ali na...-me viro, apontando para a aérea da piscina e meu sangue ferve. Catarina e Noah conversam animadamente. Meus punhos se fecham quando ela toca o ombro dele, rindo alto de alguma merda. Tento me controlar, mas quando vejo, já estou praticamente colado nos dois.

-Já que era pra ser infiel ao seu namorado, você poderia ter ficado comigo quando tentei me desculpar, Catarina! -rosno mais alto do que gostaria. Ela e Noah se viram, surpresos.
-O que? -quase gargalho de sua cara de santa.
-Cadê o idiota do Victor, hein? -solto uma risada seca. -Ele sabe que você veio pra ficar de graça com o seu ex? Ou será, atual?
-Não precisa falar assim com ela- Noah a defende e meu ódio aumenta.

A Paixão Acontece - Trilogia SchneiderLeia esta história GRATUITAMENTE!