devaneio insalubre

787 128 7

Eu só queria que ainda tivéssemos uma chance miserável de fazer tudo dar certo. Queria que em Janeiro você viesse e sentisse vontade de me ver. Então viveríamos o meu plano inteirinho, de tomar café na República a ver o sol nascer no Farol. E tomar café da manhã às sete da manhã, com todos os funcionários do hotel se divertindo com o nosso jeito, tentando desvendar o tipo de casal que seríamos quando nos casássemos. Então iríamos para a cama às nove, e desejaríamos ficar lá pra sempre. Mas no fim da diária a despedida não teria lágrimas, porque você ainda seria meu namorado em outro estado, em outra região. Afinal, como diria você: "Não faz sentido se for de outro jeito".

Mas de alguma maneira, as coisas estão piores agora, porque você nunca esteve tão distante, e eu nunca quis tanto trocar todas as pessoas de Vitória por você.

Eu, NósLeia esta história GRATUITAMENTE!