Batom.

22.3K 1.4K 1.3K
                                    

-Louis, você vai vir me buscar na escola? - Harry perguntou assim que Louis o atendeu, no segundo toque.

-Oi pra você também, Hazz. E eu estou a caminho. - Louis sorriu para o alto falante que saia a voz do seu namorado.

-Eu preciso que você venha logo. Por favor?- Louis percebeu o tom nervoso do seu namorado e acelerou o carro.

Chegou ao grande portão da escola, Louis avistou Harry encolhido em um canto e  Connor e seus amigos o cercando. Louis desceu do carro e correu até os alunos.

-O que vocês estão fazendo com o garoto? - Louis perguntou e Harry o olhou, piscou para ele disfarçadamente e Harry ficou quieto.

- Nós vamos dar um jeito nesse viadinho. Você viu? Ele está de batom. -Um dos garotos responderam e Louis sorriu ainda mais.  -Quer ter a honra de ser o primeiro? 

-Quero sim, eu posso?- O mais velho se aproximou dos outros e parou na frente de Harry.

Sem deixar os garotos pensarem, virou um soco certeiro no rosto de Connor e como ele era mais forte que aqueles pirralhos, o deixou quase desacordado no chão, se abaixou e pegou a mão de Harry,  o levantando e abraçando protetoramente.

- Relem mais um dedo nele e vocês ganham o mesmo que ele. -Disse ameaçador e os garotos correram assustados. Louis seguiu com Harry até o carro e o colocou lá dentro, beijou seus lábios e perguntou se estava tudo bem, depois de ter a certeza, entrou no carro também e seguiram para a casa.

Eles estavam no carro, a caminho de casa, o dois em silêncio. Seus pensamentos longe de serem iguais.
Louis pensava em tirar seu namorado dessa escola e no trabalho que teria que terminar amanhã para sua empresa e Harry pensava em como Louis ficou tão sexy batendo naqueles cretinos.

Ele já estava ficando excitado de pensar nos músculos de Louis se contraindo a cada golpe dado, se semelhavam a quando Harry cavalgava nele, seus braços o ajudando nos movimentos prazerosos.

Quando o garoto deu por si, sua mão estava na coxa direita de Louis, a massageando com força. Sua mão, com as unhas pintadas delicadamente subiram um pouco e chamaram a atenção do mais velho.

- Eu estou dirigindo, Hazz. Espera um pouco! - Louis foi completamente ignorado e a mão em sua coxa subiu mais um pouco. Ficando milímetros de seu membro já querendo acordar. - Eu estou falando com você.

-Eu estou te ouvindo. - O garoto de cachos falou inocente e sua mão finalmente chegou onde ele queria, massageando o pau grosso de Louis por cima de sua bermuda.

Abriu o botão da bermuda e apenas enfiou as pontas dos dedos para dentro, sentindo a pele quente do baixo ventre de seu amado. Desceu o zíper e sua mão pode entrar mais facilmente no espaço da cueca preta.

Soltou o cinto e virou de lado no banco, com a mão livre, enganchou dois de seus dedos no pano e puxou para baixo, liberando de uma vez o pênis ereto e necessitado, deixando ele bater no estômago de Louis e nos dedos de Harry.

Sabendo que não teria tanto tempo,  Harry começou a masturbar ferozmente o membro duro e rosado do homem ao seu lado.

Harry aumentou os movimentos, fazendo o parceiro revirar seus olhos e encostar a cabeça no encosto do banco de couro, aproveitando que o sinal estava fechado e a rua estava quase deserta.

-Me chupa, Hazz. Me marque com o seu batom vermelho. - A mão de Louis voou para os cachos de Harry e o puxou para perto, capturando seus lábios em um beijo feroz, acompanhando os movimentos rápidos de Harry no seu pau.

Segurou seus cabelos e empurrou sua cabeça para baixo, levando em direção ao seu membro, que já estava precisando de uma atenção especial, conseguindo rapidamente, substituindo o calor da mão, por uma boquinha entreaberta e quente.

Harry sabia o que fazer. Usando seus lábios habilidosos, engolindo cada centímetro por ver, o fazendo chegar em sua garganta, fazendo movimentos de vai e vem, fechando sua boca ainda mais forte em alguns momentos e fazendo Louis gemer alto e mais alto.

Louis continuou a dirigir, tentando prestar atenção na rua e não bater o carro, enquanto guiava o volante com apenas uma das mãos, a outra desceu pelas costas de Harry, chegando em sua saia e levantando o tecido azul marinho. Seus dedos seguiram caminho até a calcinha rosa e a adentrou com os dedos, seguindo aquele caminho quente e macio até a entrada rosada de Harry, começando uma massagem circular naquela região.

Harry parou de chupar Louis por um instante, tomado pela surpresa da invasão repentina, pois naquele momento, Louis havia enterrado dois de seus dedos ali, sem aviso algum, fazendo Harry gemer alto e acelerar os movimentos de sua cabeça e mãos, que o masturbava avidamente.

Louis estacionou o carro em sua garagem e fechou a porta, os deixando em mais privacidade. Continuou a enterrar os dedos em Harry, que até então apenas distribuía beijos carinhosos por sua extensão e de vez em quando sugava a glande rosa cuidadosamente.

Os dois se davam prazer do jeito que sabiam melhor, para Harry, Louis é o melhor nos dedos e para Louis, a boca de Harry é maravilhosa.

Em um movimento profundo e certeiro, Louis acertou onde deixava Harry louco, o levando a loucura e apertando ainda mais sua boca ao redor de seu pênis. Os dois vieram juntos, jorrando semem no rosto delicado de Harry, que inundou sua calcinha rosa.

Louis puxou o namorado para seu colo, encaixando suas pernas, uma de cada lado de seu corpo. Limpou seu rosto com as pontas dos dedos e o beijou, para tirar as gatinhas de seus lábios vermelhos e inchados.

-Você foi maravilhoso, como sempre. Olha como você deixou meu pau. - Os dois olharam para baixo e viram as manchas que cercavam toda o comprimento de Louis.

-Eu te sujei. E meu batom é novo. -Um bico se formou nos lábios de Harry e ele ganhou um beijinho ali.

-Você vai comprar outro, de qualquer forma. -Harry sorriu, pegou o dinheiro que estava no porta luvas, beijou Louis e saiu saltitante para dentro de casa.

-Nós vamos pedir comida Japonesa, Amor! - Ele decretou, piscou para, o namorado e entrou, deixando Louis sorrindo e para pegar todas as suas coisas pra levar para dentro de casa. Louis definitivamente o ama.

The "Cutest" Harry. L||SOnde as histórias ganham vida. Descobre agora