Capítulo 15

1.8K 158 52

P.O.V - Harry Styles

Quando chego na cafeteria encontro a última pessoa que eu gostaria de ver. Liam James Payne. Ele está sentado em uma das mesas do fundo. Cabeça baixa. E por algum motivo parece abalado, parece estar chorando. Me pergunto o que aconteceu para que ele esteja desse jeito, em todos esses anos de amizade eu jamais o vi assim.

" Liam? "

" Oi, Harry. "

" Está tudo bem? " Pergunto preocupado.

" Tudo está longe de estar bem, meu caro amigo. " Ele responde com raiva. " Fiquei sabendo que você e Christina Moore estão namorando. "

" Liam, eu sei que você é contra ... "

" Ela pediu demissão. "

" O que? Por que? " Questiono surpreso.

" Quando ela chegou eu já estava aqui. Fiz o meu discurso contra envolvimentos entre funcionários e disse que seria obrigado a demiti-lo. Ela pediu demissão para te poupar. Porque sabe que isso aqui é a sua vida. É meu caro amigo, parece que a loirinha está apaixonada por você. " Ele disse com a voz cheia de amargura.

" Liam. Já tem um tempo eu quero perguntar isso, vocês chegaram a ... "

" Não Harry, claro que não. Apesar que se ela quisesse, eu com certeza iria pra cima. Fodê-la não seria nenhum sacrifício. " Ele disse com um sorriso sombrio.

" Liam, acho melhor você medir suas palavras, afinal, estamos falando da minha namorada. "

" Sim, estamos. E ela será sua namorada por pouco tempo. Ninguém resiste aos encantos do Sr. Payne e ela será minha de uma forma ou de outra. "

" Você só pode estar louco. "

" Ela não te contou todas as aventuras que tivemos? Oh, creio que não. E creio também que você não fará metade das coisas que eu fiz com a doce Tina. Doce mesmo, desde os lábios até ... "

" Chega, Liam. Não ficarei na cafeteria hoje. Você é o dono, tome conta de tudo. "

Saio porta a fora com uma raiva fora do normal. Eles tiveram algum tipo de envolvimento, do jeito que eu imaginei. Eu não acredito! Por isso ele implicava tanto, se fosse uma outra qualquer ele não se importaria, mas eu estava mexendo justo com a que ele queria.

Entro no carro e resolvo dar uma volta na cidade para esfriar a cabeça antes de ir ver como a Chris está.

...

Fico rodando pela cidade em torno de quarenta minutos. Um tempo que não foi o suficiente para esfriar totalmente a minha cabeça mas que me deixou bastante curioso para saber sobre as " aventuras " que o Liam falou. Eu não acredito que a Chris queira falar sobre esse assunto, mas não custa nada tentar.

Paro o carro em frente a sua casa e fico pensando um pouco antes de sair. Caminho lentamente e encosto-me ao lado da porta, toco a campainha e aguardo. A casa está silenciosa, mas não acho que ela esteja em outro lugar. Se ela realmente se envolveu com o Liam, ela deve estar abalada. Um clique na porta e ela se abre lentamente. Dou de cara com a moça mais bonita que eu conheço e mesmo com sono consegue eliminar qualquer uma da minha lista. Seus olhos estão inchados, o cabelo levemente bagunçado e o pijama amassado.

" Oi, Hazz. " Ela diz sonolenta.

" Oi, pequena. "

" Entra. " Ela abre mais a porta, dando espaço para eu entrar.

O Chefe || L.PLeia esta história GRATUITAMENTE!