- hum.. Vou pensar, não sei. Mas caso eu vá, e eu adoraria, acho que vou com minhas amigas.

- Sério que você vai? Por favor, vai... - ele fez cara de cachorro que caiu de mudança... Eu nao pude deixar de.rir.

- Ok, ok. Vou pensar, ta bom? Se eu for, tudo bem de eu ir com algumas amigas?

- Claro, claro.. Mas desde que aquele seu "amigo" não vá, tido bem?

- Claro.. E também, depois daquele dia perdi contato com ele..

- Melhor assim.

- Ciumento bobo!

- Sou mesmo. - o beijei, e continuamos nos acariciando até que olhei pro celular. Estava ficando tarde e eu precisava ie embora.

- Bom, o jantar foi perfeito, mas agora eu preciso ir..

- Ok.. Eu a levarei. Só um instante. - ele se levantou e foi guardar o violão.

****

- Eu amei essa noite. - falei assim.que ele parou de frente à minha casa.

- Também adorei. Espero que possamos repetir... Aliás, vamos repetir, porque agora Você é oficialmente minha namorada.

Eu sorri. Não me cansarei nunca de ouvi-lo dizer que sou sua namorada.

- Agora sério, preciso ir, lindo.

- Tudo bem, linda.

Eu sorri de volta. Parecia um sonho.

Me inclinei para beijá-lo rapidamente, mas ele me segurou fortemente, prolongando o beijo delicioso.

- Ok... - falei sem fôlego - Estou indo. - Sorri ao abrir a porta.

Assim que estava saindo do carro, distraída, bati a testa com tudo na parte de fora ( que eu não sei o nome) do carro.

- Aiiiiiiiii - Berrei de dor, saindo do carro, com a mão na testa. Nossa senhora das desastradas, me muda, gente!
Saí do carro, ainda morrendo de dor, e o coitado do Harry veio ver se eu estava bem.

- Você ta bem? Machucou muito? - ele falou olhando meu rosto.

Acho q só havia sido feito um galo, que pelo visto, ia cantar eternamente na minha testa.

- AFF como sou desastrada!

- Vem, vamos passar um gelo aí vamos...

- Ah.. Não precisa, amor. Não precisa. - Falei. Amor? Oi? Ah, sim, ele era meu namorado, mesmo!

- Larga de ser teimosa, pequena. Vamos, abre logo essa porta! - ele falou, sério e pedindo a bolsa para que procurasse a chave da minha casa.

- Eu procuro. - falei, ainda gemendo de dor.

Logo encontrei a chave, e sem menos esperar, ele tirou da minha mão, apressado, talvez.

- Olha, se ta com pressa pra voltar pra casa pode me dar a chave que eu mesma me viro...

- Larga de bobagem, pequena. Eu só quero cuidar de Você, posso?

Geeeeente quanta fofura num homem . esse veio o pacote completo. E eu sou muito sortuda de namorá-lo.

- tudo bem. Vamos. - eu fakei, destrancando o apartamento e entrando, seguida por ele.

- Onde tem gelo?

- No congelador, oras. Tem uma forminha de gelos aí.. - falei, o orientando da sala, já que ele havia corrido pra cozinha.

Deitei-me no sofá, exausta sem saber porquê.

Logo ele retornou com uma sacola pequena e alguns cubos de gelo dentro.

- Onde foi que bateu?

- Aqui ó - apontei com o dedo para a testa.

Ele começou a massagear suavemente. Embora doesse, ainda era suportável.

- Fez um galo enorm hein? Acho que esse vai cantar até o final do ano - ele riu consigo mesmo. Ele tava tirando uma com a minha cara?

- ha ha ha, muito engraçado, Sr Styles.

- Certo. Parei. Agora fica quieta senão eu não saio daqui hoje! - ele falou, esboçando um meio sorriso.

Fiquei quieta, como ele mandou. E não demorou muito para que ele parasse de massagear minha testa:

- Pronto, pequena. Aí está. No mínimo, vai ficar roxo, mas não vai ser pra sempre.

- Espero que sim, porque ainda estou na escola! Não posso aparecer lá parecendo um unicórnio com o chifre deslocado.

Harry riu, sua risada gostosa invadindo meus tímpanos.

- Agora já que está entregue, devo ir. - ele falou, se levantando do sofá.

- Tudo bem. Ah.. Eu já falei que amei a noite?

- Já - ele riu - tipo, umas quinhentas vezes - falou, se aproximando novamente.

Beijou meus lábios com tanta força e ao mesmo tempo delicadeza que mal percebi quando paramos de nos beijar.

- Boa noite, pequena. - Ele falou, próximo à porta.

- Boa noite, Sr Styles. - Falei,piscando um olho pra ele, que logo saiu da minha casa.

Fiquei um tempo ainda em êxtase, e só fui interrompida dos meus devaneios, porque o meu celular vibrou.

Gih: Lauren? Você tá ai?

Eu: Diz, besta! O que quer?

Gih: Oras, o que eu quero?! Saber de tudo, oras! E ai, como foi ojantar?

Eu: Aff... Curiosa demais, Você, viu? Mas vou falar.. Prepara o coração aí...

Gih: Ai meu deus, sua vaca, conta logo! :O

Eu ri. Vaca era o menor dos xingamentos que ela fazia, quando eu a deixava curiosa ou chateada.

Eu: Ok, não grita nem manda letras gritantes, mas... O Harry me pediu em namoro.

Não demorou mais de um minuto para que ela mandasse una mensagem de volta:

Gih: Ooooooo queeeeee??



Ahahahaha e , o qhe acharam do cap?
To adorando que vocês estejam adorando :)

Logo vem bônus do nosso delicia 💚

Logo vem bônus do nosso delicia 💚

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.
50 Tons de Harry Styles Leia esta história GRATUITAMENTE!