Chapter 10: Bônus de Carnaval

5.1K 748 28


UHUUU 1.2K!!!! Muito Obrigada a todos que estão lendo e acompanhando a minha história, vocês são demais! Esse capítulo é dedicado a todos vocês.

Muuuuito Obrigada :)   <3 <3  !! 

Até sábado ! 


- Mas então como...Porque você...

- Eu não fiz faculdade. - faço um movimentos com os ombros -  Fiz apenas alguns cursos de secretariado e administração, mas nada que me faça ser apta a trabalhar na Crawford. Ele já me conhecia por uma amiga em comum, ficou sabendo que eu precisava de um trabalho então confiou em mim. Por isso que faço tudo o que ele pede, e fico feliz por fazê-lo, pois isso prova que mesmo sem diploma eu consigo fazer um trabalho excelente como o da Samsung, que foi aceito pela presidência da empresa. -  e estava dizendo a verdade, me orgulhava muito disso.

Sean continuou em silêncio. Agora não olhava mais para mim e sim para frente. Tirou a mão de minha coxa e voltou a sua posição de motorista. Sofri em silêncio por isso e como ele não disse nada continuei.

- Ele não paga minhas horas extras porque sabe que não vou denuncia-lo ou algo assim. Preciso mesmo desse trabalho, não posso perdê-lo Sean. Sei que se eu for ao RH a primeira coisa que vão fazer é me demitir, além de que não posso provar minhas horas extras, pois todo trabalho que faço é no computador pessoal dele, e todas as planilhas, pesquisas e reuniões estão em seu nome, como vou provar que fui eu que fiz tudo? Sou uma simples secretária quem nem faculdade tem.

- Emma isso.. isso é tão errado de tantas maneiras.. você não pode..

- Sean o que eu não posso é perder o meu emprego - disse sendo firme - Mas sabe de uma coisa? Eu até gosto de ficar na empresa até tarde, faço isso desde sempre. Sério esta tudo bem, só te disse por que confio em você, não preciso que você faça nada e principalmente não conte á ninguém!

Sean olhou para mim ainda com raiva e certa relutância em seus olhos. Sabia que sua raiva não era direcionada a mim, mas a situação. Parecia revoltado e derrotado ao mesmo tempo.

- Você promete? Promete não contar á ninguém? - perguntei. 

Olhei diretamente em seus olhos, sei que era algo extremamente difícil, porém era o que precisava fazer. Sean tinha que prometer não dizer nem fazer nada, preciso demais daquele emprego. Mais alguns meses e eu já posso me mudar do lar, ter meu próprio cantinho. E para que isso seja possível eu aceitaria até engraxar os sapatos do Senhor Maxon todo dia. 

- Tudo bem, – disse a contragosto – não irei dizer nem farei nada. Porém se esse tal de Maxon fizer algo mais absurdo que isso, não me responsabilizo, Emma.

- Fechado? – perguntei.

Estendi a mão para um "high five" com soquinho, era assim que fazia com Jason quando éramos pequenos. E aquele sorriso esplêndido, que me fazia pensar em coisinhas e fazia minhas pernas ficarem bambas, apareceu novamente. Sean mostrava certa teimosia, mas quando sorri ele desistiu e bateu em minha mão.

- Fechado.

- Ótimo, sabia que podia confiar em você Sr. Riquinho que curte comer lesma, - estendo o punho em sua direção - agora faltou dar um soquinho, para fechar a promessa. 

Seu sorriso se estendeu tanto que pude ver seus dentes. Seus olhos agora estavam me encarando com carinho.  Apertando a minha mão á levou até seus lábios e deu um beijo de leve no gomo dos meus dedos.

- Sempre que precisar Senhorita Smith, - fechou o punho e deu o "soquinho" - e não se sinta desvalorizada só porque não pode fazer uma faculdade, você é mais inteligente do que muitos engravatados cheios de diplomas naquela empresa.


Sempre sua Luce  (COMPLETO)Leia esta história GRATUITAMENTE!