19.

875 67 6

            "Prometo chegar cedo a casa hoje, Luanna." Ele disse, hoje de manhã quando saiu porta fora de casa.

Eu acreditei, deixei o voto de confiança do lado dele e permaneci até às onze da noite a ver episódios repetidos da minha série preferida. Felizmente, ele cumpriu o que disse e a essa hora a porta abriu e revelou um Harry encharcado – choveu o dia inteiro e a noite não é exceção – porém, animado por me encarar bem acordada e igualmente feliz por cá estar.

O seu corpo coberto pelo tecido das camisolas que ele envergava molhadas vieram ao encontro do meu corpo o que também me deixou bastante... humedecida (?). Obriguei-o, literalmente, a ir trocar imediatamente de roupa para podermos assistir a um filme que ia dar que parecia interessante.

Este, terminou há meros segundos.

"O que achaste do filme?" Ele perguntou, retirando os seus braços dos meus ombros e indo ligar as luzes da sala de estar.

Dou de ombros e gargalho ao de leve. "Já vi piores. E tu?"

"Tal igual a ti."

"Ora, ora, agora estou aborrecida." Cruzo os braços, encarando-o a aproximar-se de mim.

"Eu sei bem o que é que te animaria agora." Apercebo-me do que ele se referia e faço uma cara de nojo apenas provocar.

"Umas quantas caixas de pizza apenas para mim, mas, tu sabes como é complicado isso acontecer a estas horas da noite." Pisco o olho.

Levanto-me e encosto o meu corpo ao do Harry. Automaticamente, os seus braços entrelaçam a minha cintura e os nossos narizes roçam num ato carinhoso. "No entanto, pode ser que tenhas alguma ideia melhor." Murmuro, desviando o meu olhar dos seus olhos esmeralda para os seus lábios rosados e carnudos.

Ele assente e agarra na minha mão, puxando-me com ele até ao nosso quarto.

{ Quem não se sente à vontade a ler HOT deve já avançar para o próximo capítulo mas antes, não se esqueçam de votar! Não irá fazer diferença alguma avançarem já, eu prometo. }

Assim que nos encontramos no interior do quarto, agarro a sua camisola e encosto os nossos lábios, beijando os seus violentamente e envolvendo a minha língua que brincava com a sua. Lentamente subo o tecido que cobria o seu tronco bem definido.

Deixo os lábios do Harry e dirijo-me ao pescoço dele deixando pequenos beijos molhados no mesmo, sabendo que esse era o seu ponto fraco, porém, o que mais gostava.

Deslizo a minha mão pelos seus abdominais e esboço um doce sorriso.

Mas, de súbito, deixo de assumir o controle da situação pois o Harry decidiu atacar o meu pijama nada atraente e deixar-me apenas com a roupa interior. Tirou calmamente a camisola quente e depois as calças, beliscando a minha coxa enquanto o fazia, propositadamente.

O meu corpo cai que nem morto na cama de casal e o corpo do Harry já exposto totalmente apoia-se quase em cima de mim, uma mão em cada lado da minha cabeça e os seus lábios a beijar os meus. Coloco o meu lado atrevido à prova e elevo a minha mão ao seu pénis que já fazia o seu alto. Aperto-o algumas vezes, fazendo com que o Harry cerre os olhos com alguma força.

Troco as nossas posições, assumindo eu o local superior e coloco o seu membro cuidadosamente dentro da minha boca. Uma atitude repentina do Harry faz com que entre tudo, quase me engasgando apesar de não lhe demonstrar isso. Movo a minha cabeça para trás e para a frente lentamente, apoiando as minhas mãos no seu rabo que por vezes apertava.

"Oh, bebé..." Ele murmura.

Ao fim de algumas tentativas falhadas, Harry conseguiu retirar o meu sutiã numa posição desconfortável e atirou-o para um canto qualquer do quarto.

Minutos depois, o seu corpo fica novamente por cima do meu. Ele encarou durante alguns minutos os meus olhos castanhos e encostou uma mexa de cabelo ruivo que estava a incomodar um pouco a minha visão para o seu belo rosto, atrás da minha orelha.

"Eu amo-te." Proferiu ao mesmo tempo que eu em uníssono.

As suas mãos massajaram os meus seios.

Depois, calmamente o seu membro penetrou a minha intimidade fazendo com que eu começasse os gemidos baixos mas continuados. À medida que eu ia sentindo mais prazer os movimentos de vaivéns iam aumentando e consequentemente os nossos gemidos também. Arqueava as minhas costas algumas vezes quando o seu pénis aprofundava mais e me dava mais prazer.

Gemo o seu nome como sei que ele gosta de ouvir dos meus lábios.

Cravo as minhas unhas nas suas costas arqueadas. Um gemido alto e doloroso é ecoado pelo Harry que continuava com movimentos rápidos, porém, que gostara da dor que eu lhe provocara. Fecho as minhas pálpebras e arrasto as minhas unhas pelas suas costas inúmeras vezes para evitar gemer mais alto.

Os seus lábios são encaminhados ao meu pescoço e chupam o mesmo com alguma força em vários cantos. E o mesmo acontece no meu peito.

Os movimentos começam a abrandar e os gemidos ficam menos audíveis.

"Harr-"

Ele esboça um doce sorriso maligno, perverso, vitorioso e determinado quando eu tento gemer o seu nome baixo mas acaba por ser outra vez alto pois o seu pénis de repente penetra todo fazendo uma dor prazerosa.

Nesse preciso momento ele atinge o clímax e minutos depois de mais prazer e "brincadeira" o mesmo me acontece.

O seu corpo cai ao meu lado.

"Foi bom," Ele murmura, beijando-me depois.

"Realmente, animou." Pisco o olho, falando quase sem forças. "Vou tomar banho."

"Vou contigo."

Mordo o meu lábio inferior, atirando-me para os seus braços e beijando os seus lábios. Entrelaço as minhas pernas na sua cintura e ele segura o meu corpo nu contra o seu.

\\\///

SABEM QUE O HOT DA OUTRA FIC TAMBÉM FOI NO CAPÍTULO 19? nem foi propositado aha

eu não tenho assim tanto jeito para escrever hot POR ISSO não me culpem se estiver mauzinho ): escrevi porque uma amiga minha que acompanha MUITÃO esta fic, está sempre a pedir! (referência à minha catarina ehe)

o próximo capítulo como eu referi antes do hot começar para supostamente avançarem para ele caso fossem sensíveis, só estará disponível logo ou amanhã, anjinhos

PORQUE AMANHÃ É FERIADO NA MINHA ZONA YOO

Dear Me.




Teen(ager) - h.s {sequela TM}Leia esta história GRATUITAMENTE!