Capítulo 11

1.9K 163 64

Entrego-me ao beijo esquecendo todo o esforço que fiz para me manter afastada dele.

" Eu também te quero, Sr. Payne. " Digo inebriada pelo calor de seu corpo e o gosto do seus beijos.

" Eu preciso tanto de você. " Ele diz em um sussurro fazendo-me entrar em um estado de êxtase. " É tão ruim ser ignorado por você, ver o quanto você e Harry são próximos, isso acaba comigo. "

Não digo nada, apenas o beijo desesperadamente para saciar o desejo que guardei o dia todo, se ele soubesse o quanto eu quis agarrá-lo dentro daquele escritório. Inesperadamente ele me pega no colo entrelaçando minhas pernas em sua cintura e me prensa na parede, à essa altura já estou fora de mim e ao sentir seu membro crescer contra minha intimidade, rebolo para provocá-lo.

" Não faça isso. " Ele interrompe o beijo e sua voz sai quase inaudível.

" Por que não ? "

" Porque estou tentando me controlar para não te foder aqui e agora. " Ele diz com a voz grave.

" Não se esforce tanto. " Sussurro em sua orelha.

Me surpreendo com as minhas próprias palavras, sinceramente não sei o que deu em mim, eu apenas cansei de fingir que não preciso desse homem, é claro que preciso. Eu o quero de todas as maneiras possíveis e se eu não posso tê-lo só pra mim, infelizmente vou aceitá-lo desse jeito.

" Foi você quem pediu. " Ele diz.

Nos beijamos novamente e ele caminha lentamente até a mesa e me senta na mesma, sem romper o beijo ele invade minha blusa com as mãos acariciando meu corpo com seus dedos quentes, um arrepio percorre todo meu corpo me deixando excitada. Ele passa as mãos delicadamente por minhas costas me torturando e em seguida as leva até meus seios os apertando, me fazendo soltar um leve gemido entre o beijo.

" Quer que eu pare ? " Ele pergunta e eu apenas nego.

Ele me olha intensamente com os olhos cheios de desejo, levanta minha blusa até deixar meus seios à mostra e se inclina lentamente colocando um deles em sua boca enquanto acaricia o outro com a mão, extasiada pela sensação tombo a cabeça para trás e acabo deixando a boca entreaberta. Meu Deus, isso é muito bom. Ele dá leves chupadas me deixando louca, ao mesmo tempo em que move a língua e deixa algumas mordidas, ele faz o mesmo processo com o outro e depois vai descendo a mão por minha barriga até chegar em minha calcinha. Puxo seu cabelo fazendo com que ele levante a cabeça e selo nossos lábios enquanto sua mão invade minha calcinha indo de encontro com a minha intimidade.

" Molhadinha como sempre. " Ele me dá um selinho e depois passa a beijar minha orelha, clavícula, pescoço, seios, barriga e para ao depositar um beijo por cima da calcinha.

Ele empurra meu ombro com delicadeza para trás fazendo com que eu deite na mesa, ele acaricia a parte interior  das minhas coxas me enchendo de desejo, inesperadamente ele tira minha calcinha e abre bem minhas pernas, sinto sua respiração bem próxima da minha intimidade e remexo um pouco o quadril ansiosa por sentir sua língua em contato com a minha pele. Ele fica me observando por alguns segundos e passa a língua pelos lábios, inclinando-se em seguida e chupando toda a minha intimidade, sua língua faz movimentos circulares em meu clitóris me deixando com a respiração irregular e me fazendo soltar vários gemidos de prazer.

O Chefe || L.PLeia esta história GRATUITAMENTE!