Capitulo 12 - O desafio

598 76 202


Guardei no coração a tua palavra
para não pecar contra ti.

Salmos 119:11

Salmos 119:11

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

 Ouvir dizer uma vez que os mundos opostos se unem, se envolvem como um rolo de linha descoordenado. Pode até ser, mas luz não se mistura com trevas. Já ouvir uma história de amor entre dois jovens de mundos diferentes. Um rico e outro pobre, bem típico. Mas, não é esse o assunto. Cheguei a essa linha de pensamento ao passar pelo trecho que posso denominar como a divisa entre a cidade e a comunidade.

Enquanto o balançar da van me causava pequenos enjoos, fiquei observando o trajeto pela janela do último banco, enquanto não chegava no local desejado. Mesmo com muito barulho dos loucos jovens da minha igreja que exalam alegria e contagiava a van guiada pelo pastor, estava em um transe enigmático. Sem contar o nervosismo e os pensamentos que estão a mil. Não é uma simples ministração, nunca é. Entre tanto, envolve algo tão grandioso que me sentia tão pequenina diante a tamanha proporção do que iremos enfrentar.

— Terra chamando Samara!! – David me desperta daquele momento meu, retirando meus olhos do mundo lá fora e me conectando aqui dentro.

— Oi David! – abri os olhos e o sorriso, para que de alguma forma, demonstrasse que estava antenada com o que acontecia. Ele sorrir por me conhecer tão bem e saber que estava perdida e volta a olhar para a galera.

— Sabia que iriam volta, seus pamonhas! – Bianca exclama e todos riem com o comentário. Aliás, desde o natal que o assunto não muda. Henrique e a Ana voltaram e estou extremamente feliz por eles.

— Eu perdi esse momento épico! – David exclama triste e todos concordam.

Ta bom de falar de nos dois, em? – Ana deposita suas mãos na cintura com impaciência. — Agora vamos orar. Já está chegando perto do local e todos nos sabendo como é perigoso entrar nessa comunidade. Amem?

—Amem! – todos respondem e eu também.

O pastor, que antes dirigia, estacionou perto da comunidade e se aproximando de nós para unimos nossas mãos em um "círculo" nas extremidades da van. Fechamos os olhos e Ana ora com todos em concordância.

— Querido Jesus. Gostaria de te agradecer por termos chegado bem, que na tua palavra diz que: até aqui nos ajudou o Senhor. Muito obrigada pela tua proteção e o teu amor. Seu nome seja exaltado agora e para sempre! – respira e continua. — Quero entregar em tuas mãos as nossas vidas. Que o seu poder reine sobre nos. Que o mal jamais venha colocar fogo em nossa tenda para nos atingir. Que ele se quer consiga pensar em algum plano diabólico. Estamos confiantes em ti – "glória" e "aleluia" preenchia a atmosfera da oração e inundava o nosso ser. — Te peço também, por intermédio da graça imerecida, que o que iremos fazer, toque o coração dos jovens dessa comunidade que estamos. Que você possa operar neles e fazer sentir o Teu amor. Que eles percebam o que vale a pena lutar e seguir o caminho certo. Já acreditando nas respostas dessa oração, encerro a pedido do nome do seu lindo filho Jesus! Amem!

Gotas de um desafio [REPOSTANDO]Leia esta história GRATUITAMENTE!