Capítulo - 1

13.8K 469 385

Publicado dia 26/12/2015

Obs: provavelmente terá algum erro ortográfico , então não fiquem de mimimi.

Hoje completa 3 anos que estou no orfanato aqui em Califórnia, meus pais morreram em um incêndio quando eu tinha apenas 12 anos, eu vim pra cá , pois a minha querida avó não quis cuidar de mim, então vivo aqui com varias outras pessoas da minha idade, 15 anos, perdi varios amigos que foram adotados, nessa idade fica mais difícil de achar uma pessoa que queira adotar.

Mais hoje um homem muito rico iria visitar o orfanato para poder escolher uma pessoa para adotar, e todas nós se arrumamos com as melhores roupas, eu só tinha medo de me separar da minha amiga Scarlet.

- Meninas se comportem, todas em fileira em ordem de chamada agora.- A coordenadora do orfanato disse.

E assim fomos,todas nós estavamos com as pernas bambas, com aquelas benditas borboletas voando no estômago, e com aquela agonia que todos os finais de semanas repetia.

Até que finalmente a coordenadora ordenou a entrada do homem, ele comprimentou ela com um aperto de mão , e um sorriso simpático no estampado no rosto.

Ele é alto, de cabelos longos lisos meio cacheados, não conseguiu ver a cor dos olhos que estavam cobertos por um óculos escuros, vestia um terno branco com uma gravata borboleta preta, estava bem elegante , provavelmente de uma classe alta.

Ele observava cada uma de nós, com olhares de cima a baixo, eu tento disfarçar brincando com as minhas mãos.

Ele veio em minha direção colocou a mão no meu queixo e levantou a minha cabeça, sinto o meu coração pulsar agressivamente.

Ele tirou os óculos provavelmente para me ver melhor, ele me olhou com um olhar intenso que me perdi naqueles olhos verdes, se afastou de mim e foi ver outra garota, senti minha respiração menos ofegante.

Scarlet me olhava com os olhos brilhando, como se eu houvesse sido a escolhida.

Ele se virou e foi falar com a coordenadora e se retirou junto com ela.

E todas nós começamos a fazer comentários sobre quem ele iria escolher.

- Megan, acho que chegou a hora de nós se despedir.-Ela abaixou a cabeça com uma expressão de triste ao mesmo tempo feliz.

- Não Scarlet, ele não disse quem ele escolheu.-Eu abracei ela.

- Promete que se você for a escolhida você vai vim me visitar?.

- Claro que vou.

A coordenadora caminhou até a mim e disse.

- Vá arrumar as suas tralhas, finalmente você vai ir embora daqui, arrume logo antes que o Harry mude de idéia pirralha.-Ela me ordenou.

Aaagr... aquela velha chata me deixava louca,mais finalmente chegou a hora de partir e recomeçar uma vida nova, eu sentiria falta da minha amiga, mas eu sempre soube que esse dia iria chegar,ela chorava muito , eu não resisti e chorei também, mais chorei de alegria também.

Se despedimos rápido porque aquela velha chata ficou me apressando.

Ela me levou até o portão e fez uma cara de boazinha e apontou para o carro preto que estava estacionado do outro lado da rua e eu caminhei até ele.

O moço saiu do carro e abriu a porta e pediu pra mim entrar, e assim eu fiz.

Em seguida ele entrou.

- Bom... meu nome é Harry Styles, eu adotei você e agora vou ser responsável por você.

-Meu nome é Megan, muito obrigado.

Ele começou a dirigir e aquele silêncio agonizante invadiu, eu queria fazer perguntas, queria conversar, queria saber coisas sobre ele.

Mais prefiri ficar quieta.

... Uma hora depois.

-Chegamos.-O Harry disse estacionando o carro.

E saindo e abrindo a porta do carro pra mim.

-Ual... Essa é a sua casa.- Não consegui segurar a emoção de poder morar em uma casa daquelas, ou melhor mansão.

- Agora é nossa.-Ele sorriu.

A mansão era incrivelmente grande e detalhada, com um jardim perfeito e uma piscina enorme.

Uma mulher de aparentemente 36 anos veio em minha direção e me deu um abraço bem forte.

- Nossa que menina linda Harry, boa escolha, prazer eu sou a Lúcia, trabalho aqui para o Harry.

- Oi,prazer Megan.-Eu sorri timidamente.

- Luci poderia mostrar a casa pra Megan, e mostrar o quarto dela, estou exausto vou tomar um banho.

- Claro Harry.

A Lúcia me mostrou a casa toda, fiquei até cansada de tantas coisas, que provavelmente iria esquecer os lugares das coisas.

Até que finalmente me mostrou o meu quarto.

Ele era grande e bem bonito, cor-de-rosa, com um closet com roupas que nunca imaginei vestir um dia, um banheiro com direito até banheira.

Fui tomar um banho naquela banheira demorado, e fiquei criando planos bobos na minha mente, eu estava muito feliz por ter conseguido um lar,e um belo lugar, muitas pessoas não conseguia, e o Harry parecia ser uma boa pessoa.

Ouvi a porta do meu quarto abrir e logo em seguida a do banheiro.

Eu arregalei os olhos e cobri os meus seios que estavam descobertos de espuma.

- A partir de hoje, você será minha, está entendido.-Harry estava com um olhar de nervoso.

- S-sim.- gaguejei.

- Megan você é virgem?.-Ele olhou para os meus seios.

- Sou.- eu estava achando aquilo muito estranho, e aquelas mesmas borboletas senti no meu estômago.

Ele deu um sorriso de lado e se retirou.

Eu ainda não conseguia decifrar oque havia acabado de acontecer, mais aquilo não era um bom sinal.

Me enrolei na toalha e fui em direção ao closet para escolher uma roupa.

Eu olhei em direção a cama e vi o Harry deitado sem camisa, apenas de shorts.

Meu coração se acelerou e puxei uma roupa e corri pro banheiro.

-Megan volte aqui.- A voz rouca do Harry me chamou.

Eu voltei e parei em frente a cama.

- Sim Harry.-Eu baixei a cabeça.

-Me chame de Daddy.

-Ok Daddy.

-Tire a toalha... agora.-Ele gritou.

Eu soltei a toalha, e minhas pernas começaram a tremer, ninguém nunca me viu nua, minhas bochechas coraram e ele veio na minha direção.

As mãos dele escorreu pelo meu corpo, e me prensou sobre ele.

-Oque você vai fazer Daddy.-minha voz saiu trêmula.

- Nada que você não goste.

Ele me jogou agressivamente na cama e seu corpo veio sobre o meu, ele acariciava o bico dos meus seios, me dando arrepios que nunca senti, e uma formigação nas minhas partes íntimas.

Ele passou a mão na minha parte íntima em movimentos circulares devagar, aquilo era muito bom, soltei alguns gemidos apreciando o momento.

Ele se retirou de cima de mim e saiu rapidamente me deixando nua na minha cama sem entender nada.

Dear Submissive  H.SLeia esta história GRATUITAMENTE!