Calendar

9.7K 763 687

BEBÊS, ME DESCULPEM PELA DEMORA, EU VOU ME EXPLICAR, TA?!

Bem, eu não estou muito bem de saúde, na verdade, não tenho estado desde o começo do ano, mas estou extremamente cansada agora, e a faculdade tem me puxado tanta energia, eu não tinha disposição para nada nos últimos dias, precisei até ir ao médico. Enfim, apenas para deixar esclarecido.

Eu senti saudades, sempre sinto, vocês fazem um bem incrível para mim. Esse fim de semana eu não vou poder atualizar, eu acho, mas estou de recesso da faculdade para as festas de fim de ano, então, na semana apareço de novo.

Espero que gostem e não me matem, beijos lindos Xx

Twitter: @lylasexual
Ask: @lylasexual
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

     Passado.

     Adjetivo. Pretérito; que decorreu; que passou no tempo. Anterior; que vem antes. Envelhecido; de aspecto velho. Obsoleto; em desuso; que é obsoleto. Podre; excessivamente maduro. Exposto ao calor ou ao forno.
Que se cozeu, fritou ou assou. Surpreso; que ficou espantado. Constrangido; que sentiu vergonha ou ficou encabulado. Diz-se do que foi alisado com a ajuda do ferro de passar.

     Substantivo masculino. O tempo decorrido. O tempo remoto, antigo.

     Substantivo masculino no plural. Passados. A ascendência.

     "Teu passado te condena". Quantas vezes essa fatídica frase já fez algum sentido em sua vida? Quantas vezes lembrar-se do que já passou o fez se arrepender? Sofrer ou sentir pena?

    Veja bem, o tipo de condenação empregado na frase vai além de ser julgado ou taxado pela sociedade, como muitos empregam. Estar condenado por seu passado implica, especialmente, não poder livrar-se do que já aconteceu. Por mais que sua vida tenha mudado ou que você tenha começado a agir de maneira diferente, o que aconteceu não deixará de ter acontecido. E essa é a sua maior condenação.

     A maior condenação da humanidade é a impotência diante do passado, a insegurança do presente e o medo do futuro. A maior condenação da humanidade diz respeito a não termos o tão almejado poder.

     Você pode ter todo o dinheiro do mundo, ser o homem ou mulher mais famosos do planeta ou o visionário religioso com mais seguidores. Você pode ser um rei, ou um dos milhares de famintos e desabrigados. Você pode ser 100 ou apenas um 0, mas quando se trata de mudar as coisas que já aconteceram, você é apenas como os outros, e isso machuca, não é mesmo? Incomoda. O poder saindo das suas mãos, a impotência e inutilidade dominando você. Isso machuca, não é mesmo? Sentir aquela dor, aquela  angústia, aquele arrependimento e não poder fazer nada para mudar o que ficou no passado.

     Mas você sabe o motivo pelo qual o passado nunca te deixa? Para lembrar a você o que não fazer.

     Para lembrá-la a como não agir, ou a como não permanecer sem ação. Para lembrá-la que ela não pode cometer aquele erro novamente.

     Não ela.

    Os braços quentes circulavam o corpo um pouco menor que o seu, mantendo-a confortável enquanto o carro seguia em uma direção que Camila passou a desgostar muito.

     Lauren estava indo, novamente, viajar para uma turnê curta de autógrafos, tendo também algumas participações em palestras de de uma psiquiatra muito próxima de Lucy, cuja trabalhava de forma empenhada em desenvolver estudos e mais estudos sobre comportamento pós cárcere e sequestro.

ReadLeia esta história GRATUITAMENTE!