Vinte e dois - Evangeline

447 63 18

- Você precisa ficar aqui

Ops! Esta imagem não segue as nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

- Você precisa ficar aqui. – insistiu Jax, enquanto colocava a camisa de volta. Eu já tinha dito três vezes que de jeito nenhum ia deixá-lo ir sozinho até o castelo. – Tobias vai comigo, não se preocupe. Você vai ficar mais segura aqui.

Respirei fundo mais uma vez. Qual era o problema de homens e a teimosia?

- Jax, vou ficar mais segura com você. Imagine só se acontecer alguma coisa e eu só tiver o Tobias para me proteger?

- Ei! – Tobias protestou da porta, mas Jax pareceu entender minha súplica.

- Se alguma coisa acontecer...

Suspirei, tentando parecer aflita. Não era muito difícil, considerando a situação.

- Só quero ficar com você. – pedi.

Jax enfiou os dedos furiosamente nos cabelos loiros, como sempre fazia quando estava estressado. Ele olhou para mim, depois para Tobias – que ainda estava bastante bravo por eu achar que ele não era bom o suficiente para me proteger – e arfou, derrotado.

- Tudo bem – disse, parecendo muito que queria dizer que não. – Mas fique junto de mim.

Sorri para Jax, mas ele não retribuiu. Simplesmente pegou minha mão e me puxou para fora, caminhando na direção de Filippa. Sem nenhuma palavra, ele montou e depois me ajudou a subir, agitando as rédeas da égua.

- É melhor você vir também, Tobias. – sua voz estava sombria. – As florestas não vão ficar seguras por muito tempo.

O garoto assentiu, meio atrapalhado, e correu na direção do outro cavalo, que pareceu muito feliz em ganhar um pouco de atenção.

Enrolei meus braços na cintura de Jax e, com um assobio, Filippa começou a galopar, muito mais rápido do que eu achei que seria possível. Tobias, logo atrás, galopava com a mesma velocidade, os cabelos ruivos voando e se embaraçando com o vento. A postura, um pouco levantada da sela, com a cabeça baixa em um ângulo mais aerodinâmico, fazia muito com que ele se parecesse... bem, com um felino, de alguma forma.

Quando alcançamos a vila, as pessoas corriam de um lado para o outro, meio desorientadas, gritando nomes e xingando o que quer que estivesse mais perto delas. Quando a figura de Jax ficou visível com as cores de Era Uma Vez, alguns começaram a correr em sua direção, gritando ainda mais. Alguns, ainda, começaram a apontar para mim:

- É Evangeline? – perguntavam.

- É a caçula dos Zinn! O que ela está fazendo com Jax Trent?

E eu, claro, queria que todos fossem cuidar de suas próprias vidas.

- Vamos sair daqui – pedi.

- Onde estão seus pais?

- Nesse momento não me importo com meus pais, Jax, os aldeões vão me fazer o favor de espalhar que eu estava com você. Vamos sair daqui.

Coração de vidroLeia esta história GRATUITAMENTE!