[Liam POV.]

Depois de um café da manhã com panquecas, acabamos voltando para o sofá enquanto eu ainda tentava ligar para Zayn. Percebi que depois de ligar tantas vezes, ele teria mais ou menos umas oitenta e sete chamadas perdidas quando olhasse para o seu telefone. Niall, que estava sentado ao meu lado, afastou-se um pouco, colocando meus pés no sofá e me deitando.

“Nialler-” comecei, tateando o chão para pegar o meu celular que caiu.

O menino de cabeça loira veio até mim, ficando sobre o meu torso, de modo que ele estava entre as minhas pernas, e em seguida, pressionou sua boca na minha. Confusamente, eu o beijei de volta, entregando-me completamente ao beijo. Uma das minhas mãos voou para o seu cabelo enquanto a outra descansava na parte baixa das suas costas, segurando-o mais perto.

Niall se mexeu um pouco mais e eu senti algo duro pressionar a minha virilha. O menino sorrateiramente começou a balançar seus quadris, fazendo com que meu pau começasse a endurecer nas minhas calças.

Minhas mãos voaram para seus quadris, para fazê-lo parar seus movimentos: “Niall... Isso não é apropriado para fazer sendo que estamos preocupados com nossos amigos, certo?”

Niall se contorceu um pouco, empurrando os pés contra o sofá, fazendo-o roçar ainda mais, eu suspirei de prazer e ele grunhiu: “Aliviar o estresse, então?”

Dei uma risada sem fôlego, inclinando a cabeça pra trás e sentindo Niall pressionar os quadris mais ainda. De repente, ele se sentou, atrapalhando-se com a calça, antes de empurrá-la até os tornozelos. Niall continuou com sua cueca e se inclinou para fazer o mesmo com a minha calça, mas apenas as abaixou até depois dos meus quadris. Eu sabia que ele era muito preguiço para tirar completamente as minhas calças, então logo ele já estava em cima de mim novamente.

“Niall...” eu gemi, tentando empurrar minhas calças para que pudesse trazer minhas pernas pra cima e enrolá-las ao redor da cintura de Niall, para uma melhor fricção. Eu tinha que mantê-lo um pouco mais baixo do que o normal, para não esmagar sua cauda.

Assim que consegui, Niall abaixou sua cabeça na curva do meu pescoço, e eu podia sentir sua respiração quente e ofegante contra a minha pele: “I-Isso é muito bom... Ah, cuidado com a cauda.”

“Para de falar...” exigi, contraindo meus quadris pra cima. “Mais ação.”

“Isso é pra aliviar o estresse...” Niall choramingou, mais continuou com seus movimentos e gemendo. “N-Não uma oportunidade para mandar no Niall.”

Apertei minhas pernas na cintura de Niall e ele arqueou as costas pra cima, roçando nossas virilhas juntas de forma perfeita. “Ngh- quem está em cima de quem? Não estou mandando em você!”

“Sério que estamos discutindo agora?” Niall ofegou.

“E ainda continua sendo bom...” acrescentei.

Niall devia estar perto de gozar, porque de repente ele agarrou minhas pernas, empurrando-as pra baixo e enquanto ele gemeu alto, em êxtase.

Engoli seco, jogando a cabeça pra trás. Niall usou essa oportunidade para abocanhar o meu pescoço, chupando-o com vontade e deixando uma marca na pele sensível. Um gemido escapou da minha garganta, surpreendendo-me. Lamentar geralmente é uma coisa do Niall. O meu menino cão estava passando isso pra mim... Literalmente.

“Você pode-” As palavras de Niall foram cortadas com um gemido que escapou de seus lábios. “Você pode gozar desse jeito?”

“Sim”, eu murmurei com a voz trêmula. “Em breve... Eu vou go-gozar em breve!”

Uniquely Perfect ~ Portuguese Version [Book 1]Leia esta história GRATUITAMENTE!