[Louis POV.]

Eu recuperei a consciência duas vezes depois que me apagaram: uma foi ainda no carro, mas me deram uma cotovelada e eu desmaiei de novo e agora, minha cabeça latejava. Eu me encontrava numa ampla sala e luminosa, inteiramente feita de cimento. De alguma forma, eu estava amarrado a uma cadeira, acho que estava com torcicolo devido ao meu estado insconciente.

“Então, você acordou...” a voz de um homem soou a minha esquerda e eu virei minha cabeça em sua direção.

“Quanto tempo eu estive inconsciente?” perguntei.

“Cerca de um dia”, Victor deu de ombros. “Você realmente sabe quem eu sou?”

“Victor Wilde.” Eu disse agradavelmente.

Eu tinha ganhado afinal. Eu não era um hibrido, ele não podia fazer dinheiro comigo. Meu gatinho estava seguro.

“Você não muito inteligente, certo Louis?” Victor suspirou.

Dei de ombros, “Eu me considero na média. Mas, certamente mais inteligente do que você. Então... Como você está pensando em conseguir dinheiro com o meu sequestro?”

“Porque o hibrido vai procurar por você, é claro.” Victor revirou os olhos.

Eles não vão deixar Harry vir atrás de mim. Liam, Niall e Zayn vão cuidar do meu gatinho. Eles vão ter a certeza de que a comida não vai estar muito quente, vão se certificar de que ele estará aquecido em um casaco, e espero que Niall não incomode o garoto ou tentar educá-lo sobre questões sexuais.

“Eu acho que não”, balancei minha cabeça. “Ele está a salvo com os meus amigos. Levaram-no a um lugar que você não conhece, e ele não vai vir aqui.”

“Oh não,” Victor discordou. “Eu tenho certeza de que o menino gato não vai gostar de ficar sem você. Na verdade, eu sei que ele é muito apegado a você e fica desconsolado quando está longe.”

Minha testa se franziu e eu murmurei uma mentira: “Eu não sei o que você está falando...”

“Lucca!” Victor chamou.

Não era possível... Mas sem seguida, Lucca Shell entrou na sala. “Louis, estou certo?”

“Você não...” eu gemi.

“Sim... Ele deve chamar o jovem Harold aqui.” Dr. Shell concordou.

“Harry não virá.” Balancei a cabeça. “Mesmo que ele sinta a minha falta, ele não vai vir.”

“Voce não quer ver como está, Louis? Ele provavelmente está com o coração quebrado desde que você se foi... E realmente a culpa é dele, não é?” Victor ironizou.

“Cala a boca!” resmunguei. “Eu estou aqui por vontade própria.”

“Inconsciente na parte de trás do meu carro?” Victor riu friamente.

“Mas você ainda não tem o híbrido.” Eu lembrei a ele.

O sorriso de Victor sumiu do seu rosto, apenas para ser substituído por uma expressão fria, “Eu vou ligar para o híbrido, pois ainda tenho o número do telefone que ele ligou pra mim. E tenho certeza que virá por você. Daí, vou revelar o menino para o mundo e ganhar os milhões que mereço.

“E dar a minha parte.” Dr. Shell o lembrou.

“E depois, matar o menino gato.” Victor sorriu diabolicamente pra mim.

O terror em meu coração foi mascarado pela raiva, e eu consegui chutá-lo pegando no seu quadril, antes de rosnar: “Eu gostaria de ver você tentar.”

Uniquely Perfect ~ Portuguese Version [Book 1]Leia esta história GRATUITAMENTE!