[Louis POV.]

Louis...” Harry gemeu, contorcendo-se debaixo de mim.

“Tão lindo...” eu sussurrei para ele, grunhindo enquanto dei um impulso acentuado no menino mais novo.

Harry se agarrou em mim com os dois braços e as pernas, a cabeça jogada para trás em prazer contra seu travesseiro. Uma das minhas mãos que me apoiava sobre ele afagou suavemente seus cachos, e eu escovei meu polegar sobre o dorso de uma de suas orelhas aveludadas. Minha outra mão deslizou entre os nossos corpos suados ao puxar sua ereção inchada e vazando.

“H-Harry ama L-Louis...” ele lamentou, esticando o pescoço para cima para tentar pressionar seus lábios desajeitados nos meus. Como eu abaixei para acomodar o seu desejo, a mudança de ângulo em meus quadris nos fez gemer mais alto.

“Louis!” falou uma voz, que não era a dele.

Minha testa franziu e eu congelei, voltando a olhar para o rosto de Harry. Harry simplesmente olhou para mim em confusão, e a voz chamou novamente.

“Louis!”

“O quê?” Engoli em seco, atirando-me para fora do colchão de ar.

Liam e Niall estavam olhando para mim com uma sobrancelha levantada, e Niall riu: “Desfrutando do seu sonho, uh?”

“Merda!” praguejei, notando o aperto na minha calça de pijama. Tentei cobrir a minha visível ereção com o cobertor.

“Você tem sorte de sua mãe ter saído para levar suas irmãs para a escola. Você começou a gemer e se contorcer cinco minutos depois que ela saiu. Você praticamente empurrou o pobre Harry para fora do colchão de ar. Estou surpreso de que ele não acordou.” Liam riu.

Fiz uma careta de culpa, pegando o menino caído pelo tronco e o colocando de volta sobre o colchão de ar. Eu não fiquei muito perto dele, no entanto. Afagá-lo e tendo uma ereção ao mesmo tempo, não era exatamente a melhor coisa a se fazer.

“Você está pensando em fazer alguma coisa sobre isso?” Niall perguntou de repente, olhando-me estranho. “Ou você vai deixar as coisas acontecerem?”

“Eu costumava me masturbar em casa o tempo todo.” bufei. “Mas eu não acho que poderia agora... E também não tenho um quarto exclusivo para isso, e não estou fazendo isso no chuveiro...”

“Exigente.” Niall bufou.

“Quero que você saiba que eu não bati punheta nenhuma vez esse tempo todo que conheço Harry. Eu nem sabia que era fisicamente possível!” Eu atirei. “Mas vocês dois, não podem nem falar! Porque até ontem à noite, eu aposto que vocês transam todas as noites!”

Liam corou, mas Niall deu de ombros: “Não vou mentir. Liam é fantástico na cama.”

“Ok!” Liam declarou. “Falar sobre sexo não vai ajudar o Lou... Eu vou fazer café da manhã enquanto a Jay não volta.”

Eu me contorci um pouco, tentando me ajustar para que não houvesse qualquer atrito que piorasse a situação. “Eu estou indo... Bem. Vou tomar banho.”

Niall riu e eu joguei meu travesseiro em sua cara antes de me levantar tropeçando. Peguei uma toalha e algumas roupas para me trocar, e comecei a pensar sobre o que o meu sonho tinha significado.

Eu não podia negar o fato de que se Harry e eu estávamos juntos, nós transaríamos em algum momento. E o meu sonho tinha acabado de me informar que eu queria um pouco mais do que pensava. O sonho me proporcionou uma punheta fantástica enquanto a água do chuveiro percorria o meu corpo.

Uniquely Perfect ~ Portuguese Version [Book 1]Leia esta história GRATUITAMENTE!