[Harry POV.]

Pobre Louis de Harry...

Louis sempre foi tão bom para Harry, o que fez Harry amá-lo mais do que qualquer coisa. Harry nem estava realmente certo sobre o que era amor, mas Niall e Liam tinham, e Harry queria ter. E nós tínhamos, basicamente.

Louis tinha estado estressado por causa do dinheiro e isso fez Harry se sentir muito mal. Só agora Louis teve a chance de ter dinheiro, e tudo o que Harry tinha de fazer era ir com um homem estranho.

Provavelmente nem sequer levaria muito tempo e em seguida, Harry poderia voltar ao seu Louis, mas Louis disse a Harry que não.

Harry não entendia por que Louis disse não, mas Harry não gostava que Louis estivesse tão chateado com o estranho homem e sua visita.

Harry queria animar Louis, então Harry ficou ao seu redor, enquanto ele fazia pizza. Louis tinha um pedaço estranho de papel que o homem lhe tinha dado, e ele tinha jogado no lixo, onde Louis colocava as coisas que ele não queria. A caixa branca que Louis sempre puxava um saco preto cheio e colocava um vazio dentro depois.

Harry achou que era uma maneira de encontrar o homem com o dinheiro de novo.

Harry estava com medo de fazer isso, mas ele teria que encontrar o homem novamente e perguntar a ele sobre o dinheiro para Louis. Então Harry pegou o pedaço de papel branco da caixa branca quando Louis não estava prestando atenção e o escondeu no bolso da sua calça de moletom que Louis havia emprestado.

Depois de termos comido a pizza, Louis levou Harry para o sofá e perguntou se Harry queria assistir a um filme. Harry escolheu para assistir Aristogatas, porque ele ainda era o favorito de Harry. Harry fez questão de se aconchegar a Louis na esperança de que ele se animasse. Nós assistimos a filmes o resto do dia, e Louis brincou com o cabelo de Harry e deu beijos em Harry, mas ele ainda parecia triste.

“O que você quer para o jantar, gatinho?” Louis perguntou quando começou a ficar escuro lá fora.

“O que... O que Louis quer?” Harry se sentou em cima de onde Harry estava deitado no colo de Louis para que Harry pudesse beijá-lo. Harry amava beijar Louis.

Louis deu um pequeno sorriso, “Eu perguntei primeiro.”

“Harry quer o Louis quer”, Harry disse.

“Isso pode ser difícil, então.” Louis riu. Harry sorriu para Louis. Harry adorava quando Louis ria.

Harry seguiu Louis para a cozinha, porque Harry não gostava de ficar sozinho.

Harry tinha estado praticamente sozinho toda a sua vida, e Harry não queria voltar a ser assim. Louis fez cereal para nós, e nós comemos na mesa da cozinha antes de Louis terminar e suspirar.

“Eu acho que poderia ir para a cama depois que de lavar a louça, gatinho.” Louis disse a Harry, levantando e indo para lavar sua tigela na pia. “Minha cabeça dói de novo.”

“L-Louis está bem?” Harry perguntou, deixando o cereal de Harry à mesa para ir até Louis.

“Tudo bem,” Louis concordou. “Eu estou bem.”

Harry franziu a testa, “Harry ama Louis...”

Louis suspirou, virando-se para puxar Harry em seus braços: “Eu também te amo, gatinho.”

Harry se aconchegou contra o peito de Louis. Quando Louis estava tão perto, era uma das coisas favoritas de Harry. Louis sempre era tão quente, acolhedor e seguro. Louis não deixou que os cães chegassem a Harry e Louis manteve a água fora do rosto de Harry. Louis não deixou Harry sozinho na loja, também.

Uniquely Perfect ~ Portuguese Version [Book 1]Leia esta história GRATUITAMENTE!