Outra chance ou não ?

3.1K 231 3

1 mês depois

Falta pouco para os meus pequenos nascer, estou muito ansiosa pra pegar meus fofinhos no colo e dar muito amor, sinto falta de meus pais, irmãos e amigos, mais não posso entrar em contato com eles porque eles podem falar aonde estou e não quero que ele saiba aonde estou. Hoje em dia estou vivendo bem mais ainda não esqueço dele, afinal ele é pai dos meus filhos não dá para esquecer. A pequena mala dos meus bebês estão pronta para mim levar ao hospital quando eles nascerem, eu até pensei em ir embora daqui quando eles nascerem, mais não da, aqui é o meu lugar.
Acho que vou ir visitar meus irmãos, afinal eu não irei precisar falar aonde estou, coloco um vestido para grávidas azul e uma sapatilha preta de laço, prendo meu cabelo em um rabo de cavalo, pego minha bolsa e coloco meu celular e dinheiro e pego meu capacete estava saindo e vejo Guilherme passando.
Eu: e ae Gui, tudo bem?
Gui: olá, tudo sim, está de saída?
Eu: ah, sim irei visitar meus pais e irmãs, quer vim junto conhecer a família aonde você irá entrar quando minha filha já estiver grande?
Gui: eu adoraria se não for um incômodo.
Eu: claro que não.
Pego um outro capacete e montamos na moto, e fomos ele fica fascinado com a floresta perto de minha ex casa, no caso aonde eu morava com Pietro, passo rápido por fora aonde ninguém me vê, ainda bem. Estamos quase chegando na casa de meus pais só mais alguns quilômetros, enfim chegamos descemos e fui bater na porta, os guardas já me conhecem, e como o Gui já estava comigo eles não falaram nada.
Brenda: aaah Tricy, sua vaca nunca mais deu notícias de você e quem é você? -pergunta se referindo ao Gui.
Eu: foi mal mais eu apreciso, para mim sair de perto de Pietro e poder desligar a ligação entre nós. E esse aqui é o Guilherme, por incrível ele é o companheiro de Mikaelly, que nem nasceu haha.
Brenda: nossa já acho haha, cuida dela em se não tem uma família bem grande que acaba contigo, e o pai dela não vai pensa duas vezes também haha.
Eu: ele nem irá saber dos meus filhos Brenda, eu cortei a ligação porque não quero nada que ele está no meio.-digo fria.
Isack: e ae pequena, e ae Guilherme bem vindo a família. -audições de lobo haha.
Guilherme: obrigado.-diz ele sem graça cheio de vergonha.
Anny: oi mana, será que podemos conversar por um minuto lá no meu quarto?
Eu: ah, claro.
Fomos até o quarto dela e ela estava seria mais ao mesmo tempo triste.
Eu: Anny me fala que seu olhar está me deixando preocupada.
Anny: Pietro não está nada bem, ele veio fala comigo, e ele está horrivel mana, não é por mal mais você teria que ir falar com ele, desculpa mais depois que você foi embora e cortou a ligação, ele está se acabando aos poucos.
Eu: olha Anny não posso fazer nada, ele é livre pra ficar com outra.-digo fria, mais estava preucupada, por mais que está vale tenha me batido não quero o mal dele.
Anny: para de ser idiota e cega garota, vocês se amam, você carrega três fruto de um amor de vocês, não dá pra esquecer isso, para de ser orgulhosa pelo menos uma vez na vida e vai falar com ele, faça isso pelo seus filhotes se não quer fazer por você que saco.
Eu: ok. Vou ir conversa com ele, mais não sei se vai da certo, pois não esqueço que ele me bateu, isso é difícil pra mim.
Anny: eu sei cara, mais vocês é companheiro e não dá pra negar o amor de vocês, você pode até ser minha irmã mais velha, mais não seja orgulhosa, ao menos não dessa vez, você tem razões pra ficar de cara com ele, mais da outra chance para o amor de vocês.
Aff as vezes ela fala coisas que fazem sentido, ela que deveria ser a irmã mais velha e não eu puxa haha.
Eu: ok, fica com o Gui que eu vou lá. Posso me arrepender disso mais vamos lá né.

meu incrivel alphaOnde as histórias ganham vida. Descobre agora