Não me incomodei em arrumar minhas coisas, não queria ficar ali e não iria ficar. Também não iria fugir porque com aqueles guardas lá fora seria impossível, precisava arrumar um jeito de ligar para minha mãe e avisar que ela tinha escolhido um "mau lugar" para me colocar. Apostava qualquer coisa que se dissesse que não era mais um colégio interno feminino, que ela me tiraria dali. O único problema é que não estava com o meu celular e tinha os dias certos ali nos quais eu poderia dar um telefonema.

Alguém abriu a porta me interrompendo dos meus pensamentos, levantei meio assustada, observando. Era uma garota, ela era baixa, tinha o cabelo curto picotado e preto. Estava usando um uniforme daqueles tipos de colégios japoneses. Ela tinha os olhos castanhos e estava com alguns cadernos na mão. Ela pareceu meio assustada e ficou parada me encarando.

— Aiiiiii... Eu não acredito que agora vou ter uma colega de quarto. Isso é demais. — Disse ela correndo até onde eu estava. — Eu sou a Mary e você deve ser a Mhylla, né? Eu sabia! Estávamos esperando você, se bem que esperando... não sei se é bem a palavra adequada para um lugar desses. Vou ter pena de você sinceramente falando. As novatas sempre acabam se dando mal. — Disse ela falando tudo de uma vez, quase não dando pausa para respirar. Pelo jeito estava empolgada.

— Ah...

— Desculpe, eu sei que falo demais. Todos me acham louquinha, mas no fundo eu sou legal — Disse ela arrumando o cabelo —, apesar de ser louquinha — repetiu.

— Prazer em conhecê-la então. — Eu disse

— Ainda não organizou suas coisas? Precisa de ajuda? Posso ajudar.

— Não precisa. Não pretendo ficar muito tempo. — Falei e ela começou a rir

— Primeiramente: Eu também pensei assim quando cheguei, mas não consegui ir embora até hoje. Meus pais não se importam comigo. Segundo: Terá que arrumar suas coisas antes que a "cobra" chegue e te dê punições por isso. Terceiro: Por que não está de uniforme?

— Primeiramente: Minha mãe cometeu um erro, pois achou que aqui era um colégio interno só feminino.

— E era... Antes. Mas ai como sabe que alguns garotos são mais "levados" que as garotas eles decidiram arrumar o outro prédio. Ai ficou assim. Mas não é permitido eles virem aqui ou irmos para lá.

— Minha mãe vai adorar ouvir isso, ou não... — eu disse ironicamente — Segundo: Não vou ficar muito tempo e não me importo com as punições. Terceiro: Isso que está usando que é o uniforme? Passo. Não quero usar isso. Ainda mais com saia.

— Não gostou? — Perguntou ela parecendo ofendida

— Não uso muito saia e nem uniforme. Onde estudava não era muito necessário isso. Não queria ofendê-la, desculpe.

— Não se desculpe, concordo. Sabe que pode ser punida por isso também, né?

— Não tenho o uniforme aqui e também não pretendo usar.

— Ah... Mesmo — disse ela correndo até a porta como se tivesse acabado de lembrar alguma coisa. Voltou um tempo depois com alguma coisa na mão. — Seu uniforme.

—Eu...

Iria começar a protestar quando ela viu minha expressão e me interrompeu

— Sério, mesmo se não for ficar é melhor usar. Eu te garanto que quando ver as punições vai começar a rezar por misericórdia.

— Já li os papeis.

— Aquilo é metade do que passamos aqui. Parece um presídio, quer dizer, é. Então é melhor colocar o uniforme...

— Por que esse é diferente? — Falei, pegando o uniforme.

Ele tinha uma blusa de manga curta branca, com alguns babadinhos e um laço preto envolta de onde seria o pescoço até metade da barriga, a parte de baixo era constituído por uma saia preta na altura do joelho, com meias e uma bota.

— Todos são. São quatro tipos: o primeiro é para aquelas que já estão a um bom tempo aqui, que tem as melhores notas do internato, elas são as lideres. Pelo menos algumas e "puxa-saco da diretora". São todas patricinhas e chatas. Elas usam uniformes xadrezes; blusa branca com saia vermelha xadrez. Os mais bonitos daqui. Segundo: são aquelas que estão há algum tempo e tem uma média...Média. Elas usam uniformes xadrez também só que branco; parte de cima e preto xadrez na parte de baixo. Terceiro: são aquelas que sempre têm uma recaída, que tenta fugir, não cumpre com as regras, tem notas baixas, ou seja, esse que estou usando. E o último é este que você está. Que é das novatas.

— Eles separam as pessoas em classes, assim?

— Claro. Eles jogam na nossa cara que não prestamos para nada e que fomos jogadas aqui por causa da nossa conduta, não aceitável. — Ela parou — Por que seu braço está machucado?

— Fraturei. — Falei

Fiquei em silêncio, pelo visto ali não iria ser fácil. Houve um barulho e logo percebi que era o sinal. Ela se levantou correndo e arrumou os livros na cômoda dela e ficou parada reta ao lado da cama.

— É melhor se arrumar logo. Ela está vindo. Para a vistoria dos quartos. Rápido. Tem um banheiro lá fora do lado esquerdo, vai rápido. Rápido.

— Calma, já estou indo. — Eu disse indo me trocar.

---------x-------

Para quem não entendeu as ordens são:

PRIMEIRA: Lideres/patricinhas/Melhores notas [LINK NOS COMENTÁRIOS]

SEGUNDA: As que já estão há algum tempo e tem nota média  
[LINK NOS COMENTÁRIOS]  
TERCEIRA: As que têm recaídas: Nota baixa, tentam fugir
[LINK NOS COMENTÁRIOS]  
QUARTA: Novatas – Mhylla 
[LINK NOS COMENTÁRIOS]


Toque de SeduçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!