o caso villisca

99 2 0

O assassinato da família Moore até hoje e cheia de mistérios, talvez pela crueldade com que foi feita. No dia 9 de Junho de 1912, josias, 43, Sarah, 39, seus quatro filhos : Herman, 11, Katherine, 10, Boyd, 7, é Paulo, 5, além das irmãs Ina e Lena Stillinger, de 8 e 12 anos, foram mortos a machadadas dentro da residência da família.
Depois do culto da igreja, da qual a família era devota, Sarah convidou Ina e Lena Stillinger para passarem a noite na residência. Ambas participaram do programa de dia das crianças, que Sarah Moore organizou. Depois do culto, que acabou por volta das 21:30, as crianças dirigiram-se de volta para a casa Moore. Está foi a última vez que os Moore e as duas Stillinger foram vistos vivos.
As 7 da manhã do dia seguinte, Mary Peckham, vizinha dos Moore, percebeu que a casa Moore estava muito silenciosa, então ela se dirigiu até a casa dos Moore e bateu na porta, mas ninguém atendeu, tentou forçar a fechadura mais a porta estava fechada por dentro, foi então que ela resolveu chamar o irmão de josias , pois ele tinha uma cópia da chave. Ao entrarem na casa subindo as escadas viram uma poça de sangue no tipo e foi ao olharem nos quartos eles viram um cena terrível, todos os moradores estavam deitados em suas camas com os rostos desfigurado por machadadas, ao que tudo indica alguém entrou na casa enquanto a família estava na igreja e se escondeu no sótão, é durante a madrugada matou a todos, matou primeiro o casal com várias machadadas no rosto, depois seguiu para o quarto das crianças e as matou da mesma forma que matou o casal, os 4 filhos do casal foram mortos, e não satisfeito ele foi até o quarto onde dormiam as 2 vizinhas pequenas e as matou também, por algum motivo o assassino fechou todas janelas e cobriu todos os espelhos, o Machado foi deixado na casa e pertencia ao senhor josias Moor, agora como o assassino entrou e saiu da casa é um mistério, a porta não havia sido arrombada, não havia pegadas, não havia sinais, não havia nada além dos corpos e de sangue. Surgiram alguns suspeitos entre eles o reverendo George kelly , Andy Lee que era um serial killer da época , o próprio irmão de josias, e um indigente chamado Andrew Sawyer. Mais nada foi descoberto, muitos dizeram que a investigação foi propositalmente mal feita, ou pra deixar a cidade mais conhecida ou pra acobertar alguém importante, desde de então a casa emana maldade, todos os espíritos continuaram lá dentro inclusive o do assassino, investigadores paranormais, moradores, é pessoas da cidade afirmam que há algo de muito errado na casa. Ninguém se atreve a morar na casa, Roy Marshall passou metade da sua carreira pesquisando sobre os assassinatos em villisca tentando encontrar pistas sobre o assassino , escreveu um livro detalhado sobre o assunto, ele era totalmente cético, ou era,ate participar de uma investigação paranormal dentro da casa, a pós algumais horas na casa ele ficou impressionado quando ouviu uma voz de homem dizer " eu matei 6 crianças ".
Nessa mesma noite foram feitas várias sessões de psicofonia onde foram feitas em gravadas em Evp, os fantasmas pareciam ansiosos para se comunicar. Mais os fantasmas ainda estavam acuados pelo assassino, são ouvidos passos pesados pelo chão, portas e janelas abrindo e fechando, é a temperatura oscila de normal fica muito fria de repente uma névoa negra atravessa os corredores, segundo a investigação o assassino se escondeu no sótão, até a hora dos crimes os fantasmas das crianças parecem se esconder no porão, pois o fantasma do assassino não da paz. Quando o investigador perguntou " cadê o assassino?
Uma voz de criança responde " esta lá em cima"
Ele também perguntou ao fantasma no sótão. " qual é o seu nome"
Ela respondeu " Lena".
Lena era a garota de 12 anos que dormia no quarto de hóspedes. Ele perguntou " te damos medo" ? Ela respondeu " não".
No quarto das crianças uma voz repete " quer brincar"?
Quando foi perguntando qual era seu nome ele responde "Paulo".
Paulo o garotinho de 5 anos. Todos que participaram das investigações afirmam que a uma força maligna na casa, é muito perigosa na casa. Na tentativa de obter dos fantasmas alguma informação sobre o crime os investigadores perguntarão quem estava lá e por que matou as crianças, é uma voz de homem respondeu
" elas não podem ir para o céu".
E outra vez a mesma voz disse: " eu preciso derramar sangue".
O que mais assustou e quando foi perguntado o nome do assassino, uma voz de homem so que diferente da outra voz , provalcelmente o pai das crianças respondeu " Andy".
Andy Sower que foi preso em 18 Junho de 1912, no dia seguinte ao crime ele foi visto perambulando pela cidade mas sujo e mais pertubando que o normal, e parecia muito interessado em saber mais sobre o crime. Ele era conhecido por dormir agarrado a um Machado, é muitas vezes era visto pelas ruas dizendo
" eu vou cortar as cabeças, eu vou cortar as cabeças".
Mais então quando menos se esperava o reverendo kelly confessou ser o assassino e tudo voltou a estaca zero. A verdade só os fantasmas da casa é que podem dizer.

Morada do terrorOnde as histórias ganham vida. Descobre agora