Capitulo 48.

4.8K 274 22

Alice.

    Depois do almoço fomos todos para a piscina, e eu quase me afoguei. Engoli um pouco de água, também não pedi pra Bia me tampar com tudo na piscina. Após passarmos a tarde lá, agora estamos eu, Karol, Bia e Allana, nos arrumando pra festa de hoje. Acho que vai ser Jorge e Mateus, Henrique e Juliano e Matheus e Kauan.
Entro no banheiro, lavo minha cabeça e depois de um bom tempo, saio. Abro minha mala, pegando uma blusa branca, um short preto e um all star. Me visto, penteio o cabelo e me viro pras meninas.

— To pronta.— Falo e elas me olham.

— Você vai assim ?— Bia pergunta.

— Não vai pegar ninguém desse jeito.— Allana fala.

— Amiga, eu tenho namorado.— Falo rindo.

— Aé, esqueci... Mas tu tem que ficar bonita pra ele, né.

— E vamos combinar, sendo realista aqui. Nem parece que tu ta indo pra um show na praia Alice, pelo amor.

— Vem, vamos te arrumar.

— Ai meu Deus, não sou boneca, ok ?

— Mas vai parecer uma quando a gente te arrumar.

— Agora senta ai.— Bia coloca uma cadeira em frente a penteadeira.

— Hã ?

— Senta Alice.— As três diz juntas.

— Ok,ok. — Digo me sentando na cadeira bufando e elas começam. Jogam meu cabelo pra lá, jogam meu cabelo pra cá. E não me deixam ver o que elas estão fazendo comigo antes de terminarem. Bia escolhe uma roupa, com a opinião das meninas e me entrega, junto com um salto enorme. Olho pra ele, depois pra elas.

— Eu não vou usar isso.

— Claro que vai.

— Nunca.

— Anda Alice.— Elas falam junto novamente e eu reviro os olhos, indo me vestir. Coloco a roupa (da foto) e o salto. Elas me olham e dão uns gritos.

— Ai credo, que grito de putas vocês deram. Meus Deuses.

— Não estraga Alice.— Bia cruza os braços.

— Vem, agora se olhe no espelho.— Ando até a penteadeira, e me olho. Realmente estou linda. O meu cabelo enorme está cheio de cachos nas pontas. E estou com uma maquiagem fraca nos olhos, mas um batom vermelho lindo. 

— Realmente eu estou linda, não posso reclamar.— Falo.

— Viu feiosa, depois não queria que a gente te arrumasse.— Allana diz.

— Ah, mas né gente, não sou boneca.— Elas riem.

— Agora vamos, que já estamos atrasadas.

— Ok. — A gente sai, e quando desço as escadas, o Caio assobia.

— Fiu, fiu em.. Ai eu dou valor.— Diz me fazendo rir.

— Que gataa.— Rafa diz.

— Obrigada Rafa.— Falo dando um sorriso pra ele.

— Linda, linda.— Leo diz.

— Obrigada Leo.— Falo e olho pro Davi.

— Que namorada mais linda a minha.— Ele pega na minha mão, me puxando pra perto dele e me da um beijo.

— Aqui, não deixei você ficar gato assim.— Dou um tapa de leve no braço dele.

— Sou gato de qualquer jeito, amor.— Diz e eu rio.

— Mas é muito convencido mesmo.

— Não sou convencido, sou realista.— Diz me roubando um selinho.

— Sei.

— Ei casal, vamos ?— Allana pergunta estragando o clima.

— Bora.— Falo. Nos dividimos nos carros, e lá fomos nós.

  (...)
   
     Chegando lá, saímos do carro e logo nos deparamos com a praia muito azul, que estava mais linda que o normal. O Davi pega na minha mão e eu olho pra ele que sorri, mostrando suas lindas covinhas do rosto. Ta tudo tão lindo hoje.

— Ai, a gente vai pegar alguma coisa pra beber, quero sair daqui loucona.— Allana diz, nos fazendo rir.

— Eu vou junto.— Karol diz.

— Eu também né. — Bia diz, e elas vão indo em direção ao bar.

— Ei, espera, também vou né. — Digo me soltando da mão do Davi.— Já volto.— Dou um selinho nele, que assente. Vou em direção ao mini open bar, junto com as meninas. Achei estranho, em uma praia open bar, masok.

— Tem refrigerante ?— Pergunto pro carinha do open bar.

— Refrigerante ? amiga, Vodka, seja feliz...— Karol diz.

— Nem vem, da minha bebida cuido eu.— Falo e as meninas começam a zoar ela.

— Iii, Grossa.— Ela ri.

— Grossa nada... Só não quero ficar bêbada.

— Por que tu num gosta de bebida ?

— Por que...sei lá. — Falo.— Moço me dá...

— Me da né. — Allana diz maliciosa, bebendo sua vodka e eu reviro os olhos.

— Ta ai por que eu não bebo.— Falo e elas riem.— Quero uma coca cola.— Peço e ele logo me entrega a coca.

— Ai, olha aquele grupo de gatinhos ali.. 3 a conta certinha.. A Aly não conta por que ela tem namorado, mas porra... Que gatos.— Karol dos assanhada e elas riem.— Sigam a mestre.. Quer dizer, siga-me os bons.— Ela diz rindo e as meninas realmente vão atrás dela. E eu passo o olho por ali, tentando achar o Davi. Quando encontro ele, vou indo em sua direção, mas esbarro em alguém e entorno todo refrigerante nele.

— Me desculpa...— Falo pra pessoa.

— Sem pro.. Alice?

Apaixonados por Acaso (EM REVISÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!