Não fazia ideia de como iria explicar a situação, ele me acharia louca só de saber que tinha ido ali por causa daquela mensagem. E depois, aquele tal de Lionel tinha dado em cima de mim e o outro motoqueiro quase me atropela, logo em seguida aparece o Alexander e o Neythan... Pra mim não era coincidência.

— O que está fazendo aqui? — perguntei

— Como assim? Vim porque você me mandou uma mensagem. — Disse ele

Dei de ombros, o que ele queria dizer com aquilo? Eu não tinha enviado mensagem para ninguém.

— Não! Eu não fiz isso.

— Na verdade, eu também recebi uma mensagem dela — Disse o Alexander, encarando-me com uma sobrancelha arqueada.

— Vocês estão enganados! Não mandei mensagem para vocês, eu também recebi uma.

O olhar do Neythan passou do Alexander até mim, ele estava sério e parecia estar bravo.

— E o que faz em um lugar como esse? — perguntou o Neythan

— É que... Foi por causa da mensagem.

— Então por que está com ele?

— Não estou com ele é que...

— Ela estava no lugar errado e na hora errada. — Respondeu o Alexander observando o Neythan

Não precisa nem citar o olhar de raiva.

O Alexander estava calmo, eu não sabia se ele acreditava em tudo aquilo ou não, mas parecia convencido de que, o que eu dizia a verdade. Eu não conseguia adivinhar o que ele estava pensando, pois ele sempre tinha uma expressão serena no rosto, como se quase nada o surpreendesse. Já o Neythan, ele parecia estar raiva e evitava manter contato com o Alexander.

— Aconteceu um engano aqui. Eu não mandei mensagem para vocês.

— Alguém mandou.

— Acham que estou mentindo? — Falei, ofendida.

Até parecia que o Neythan estava me censurando por aquilo, a culpa não era minha que alguém mandou mensagem para eles no meu nome, eu nem imaginava isso. E, além disso, eu também tinha recebido uma mensagem.

— Não. – Respondeu os dois juntos

— Eu vou para casa. — Falei

— Posso levar você. — Falou o Alexander, oferecendo-me uma carona.

— Não precisa. Eu vou com o Neythan.

Ele deu de ombros continuando com a mesma expressão.

— Você que sabe. — Disse ele, enquanto entrava no carro.

O Neythan ficou parado me observando enquanto o Alexander saia, alguma coisa de errado tinha acontecido ali; um engano. Eu não mandei mensagem e também tinha recebido uma, isso só poderia ser uma armação.

— Desculpa por isso.

— Não tem que fazer isso. — Disse ele, desviando o olhar do meu.

— Como assim você recebeu uma mensagem minha?

— Achei estranho já que vi que você tinha chegado em casa hoje e depois saiu. Achei que estivesse precisando de ajuda, então eu vim.

— Eu sinto muito.

— Você faz ideia de quem é aquele cara? — Ele estava sério e o tom da sua voz tinha aumentado, ainda assim ele não estava gritando comigo. Estava apenas bravo.

Toque de SeduçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!