6 - Não vejo, mas enxergo

152 15 0

    Se começa mais uma sexta-feira de aula, passo na casa do James e pego ele como fiz nos últimos dias e seguimos para a escola. Chegando lá deixo ele na porta da sua sala (apesar dele já saber andar sozinho pela escola) e vou para a minha fantástica aula de matemática.
  
No intervalo entre as aulas de inglês e química, eu passo no meu armário para pegar os livros que vou precisar usar e nesse momento,  vejo o Kevin vindo em minha direção com o seu sorriso zombador de sempre. Ele joga futebol no time da escola, alto, forte, nem um pouco agradável e muito menos bonito. Ele sempre arruma um jeitinho de me envergonhar na frente dos outros com a suas piadas sem graça e muitas vezes sem sentido. Por que ele faz isso comigo? Respondo quando souber.

- E aí boneca - diz ele mais perto de mim.

Fecho o armário rapidamente e tento ir para sala, mas ele entra na frente.

- Deixa eu te ajudar boneca - ele diz puxando um dos meus livros.

- Não precisa - digo tentando pegar de volta o livro da sua mão, mas ele é bem mais alto do que eu.

- Aií o que foi? Por que o viadinho não consegue pegar o livrinho dele? - ele zomba glorioso.

Ninguém faz nada, todos agem normalmente, já que acham essa situação normal. Os amigo do Kevin ficam observado e dando risadas da sua "bricadeirinha".

- Me devolve Kevin - digo irritado, tentando pegar o livro da sua mão mais uma vez e mais uma vez não tenho sucesso.

- Devolve o livro dele agora - James diz  atrás de mim, com a voz  firme e autoritária.

- Olha só, o cegueta vai fazer o que se eu não devolver o livro pro namoradinho? - ele desafia o James.

E a situação que até pouco tempo era "normal" se torna atípica e todos que passam pelo corredor param para olhar.

- Eu vou ter que pegar a força - James responde com o mesmo ar de desafio do Kevin.

Kevin começa a rir muito como se tivesse ouvido uma super piada, mas dura pouco, ele para de repente.
   
- Vem então - ele desafia o James mais uma vez, agora com mais acidez na voz.
   
Eu não posso aceitar que o Kevin bata no James, ainda mais por minha causa.

- Deixa ele em paz Kevin o seu problema é comigo - digo entrando na frente do James.

- Você tá errado bambi, agora isso é entre mim e o seu namoradinho cegueta - ele diz com ódio escorrendo pela voz e me empurra contra os armários com muita força.

James não perde tempo, ele acerta as os testículos do Kevin com a sua begala. Kevin se encolhe com a dor, é quando o James chuta ele com força e ele cai no chão. James sobe em cima do Kevin de forma que ele não possa mover os braços. James da um soco no olho direito do Kevin.

- Esse foi por tudo que você já deve ter feito ao Joe - mais um soco, agora no olho esquerdo - Isso é pelo que você fez agora - estão um soco no nariz - E esse é pelo que você nunca vai fazer.

- Vamos para por aqui esse showzinho de mau gosto. Todos vocês para minha sala agora - a diretora Cullen da fim a essa situação.



- Como foi lá dentro ? - pergunto ao James assim que ele sai da sala da diretora Cullen.

Além dos seus olhosLeia esta história GRATUITAMENTE!